Jump to content
Sign in to follow this  
Followers 5
SUp3rFM

Tópicos para submissão de novas caches

Recommended Posts

Viva,

 

Depois de um mês como reviewer e de olhar para algumas centenas de caches submetidas, deixo-vos alguns tópicos que creio ajudarem no processo de submissão de novas caches. São alguns erros comuns com fácil solução. Se os evitarem, o processo de publicação será mais rápido... garantidamente!

 

- Distância entre caches: Sigam esta indicação "A distância entre containers físicos deve ser superior a 161 metros, faça ou não parte de uma multi-cache, puzzle/mistério, tradicional, etc". Ou seja, sempre que houver "caixotinho", tem que colocar os vossos a mais de 161 metros. Simples;

 

- Additional Waypoints/Pontos Adicionais: Ao submeterem qualquer cache, podem utilizar a funcionalidade "Additional Wayoints" para indicar diversos pontos que achem relevantes para os geocachers. Locais de estacionamento, pontos de interesse local, etc. Esta funcionalidade assume particular importância quando há caches construídas com mais pontos que o final (tipicamente, multis e puzzle/mistério). Ao submeterem uma cache que necessite de mais pontos, preciso de conhecer todas as coordenadas de todas as etapas com as descrições correspondentes. Para tal, utilizem o campo: "Additional waypoints", situado no menu do canto superior direito da página da cache. Preencham o quadro com as coordenadas dos pontos intermédios e a coordenada onde está o container final. Se os pontos intermédios não devem ser do conhecimento dos restantes geocachers, aconselho a activar a opção: "Hide this waypoint from view except by the owner or administrator". O mesmo se aplica para a coordenada onde está o container final. Esta operação permite gerir de forma mais eficiente, todos os pontos das coordenadas relevantes para a cache, não só para o revisor, como também para o proprietário;

 

- Caracterização dos pontos adicionais: Esta questão está relacionada com as distâncias entre containers. Se o ponto é virtual, ou seja as coordenadas para o próximo passo são obtidas com recurso a uma observação no local (placa, data, etc), o ponto adicional deve ser indicado como "Question to answer". Se o ponto intermédio (ou inicial de uma multi, etc) é físico este deve ser do tipo "Stages of multicache". Esta questão ajuda-me muito na análise de uma cache numa zona saturada;

 

- Nível de terreno 1 e atributo "Wheelchair Acessible": Se numa cache foi atribuído o nível de terreno 1, sem contudo indicar o atributo de "Wheelchair accessible" é necessário aconselhável uma intervenção do owner. Se o terreno se ajusta a essa classificação, por favor, coloquem o atributo visível. Caso contrário, é necessário rever para cima o nível do terreno. A preocupação com estes casos existe. Não há obrigatoriedade para atributos, excepto nesta situação. É algo avaliado com bom senso. A sua cache será publicada mesmo que tenha terreno 1 e não contenha o atributo "Wheelchair Acessible". O revisor deixará uma Reviewer Note, após a publicação da cache. No entanto, se a sua geocache tiver mais alguma questão que mereça a sua atenção, o revisor dar-lhe-á nota desse pormenor.;

 

- Home Coordiantes/localização da área do geocacher: É necessário introduzir as coordenadas do domicílio, ou de um local aproximado. Necessitamos de saber se a cache se encontra na área habitual do geocacher. Esse é uma garantia de que haverá manutenção à cache colocada. Para tal, basta ir à área "My Profile" e escolher a opção do lado direito "Update Home Coordinates". No mapa que surge há várias formas de colocarmos a informação. Podemos pesquisar pela morada completa ou, em alternativa, fazer mover o indicador no mapa até à zona do domicílio. Após essa alteração, basta carregar em "Save Changes" e o trabalho está feito! A informação é guardada em sistema, sem ser partilhada com nenhum dos utilizadores do site. Essa informação é privilegiada e a Groundspeak respeita o dever à privacidade;

 

- Caches longe do domicílio/zona do geocacher: Sempre submeterem uma cache que fica fora da vossa área normal de geocaching/domicílio, por favor, indiquem em forma de "Reviewer Note" de que forma está planeada a manutenção à cache, caso venha a necessitar. Este assunto é particularmente importante para evitar que as caches fiquem inactivas por não haver manutenção atempada e cuidada. Sempre que colocarem uma cache numa zona assim, pensem sempre num plano B (que pode ser necessário uma semana após a sua colocação!);

 

Espero ter ajudado com estas indicações. Se tiverem outra questão, podem-na colocar aqui ou contactar-me através do meu perfil.

 

Obrigado e boas caches!

 

SUp3rFM

Hugo Silva

Geocaching.com Volunteer Cache Reviewer

Edited by SUp3rFM

Share this post


Link to post

oh faxavor, uma dúvida (que coloco aqui pois posso não ser o único a tê-la):

 

Qual a distância normal de raio considerada como aceitavel?

 

É de facto comum ver-mos owners que dão a sua "rapidinha" bem longe do seu habitat natural, o que normalmente resulta em mais tarde abandono. Sempre tive essa preocupação e das aprox 30 caches que tenho, é tudo aqui à volta, tirando uma no Gerês (habitat natural :D ) A verdade é que existem alguns locais que gostava de mostrar/georeferenciar fora do Porto

Share this post


Link to post

Não há uma tabela pré-definida. Se a área onde o geocacher pretende colocar a cache é "frequentemente" visitada por este, não haverá problema - mesmo que a cache esteja a 200km do domícilio do mesmo.

 

Nestes casos assim, convém sempre deixar uma nota a dar mais algum enquadramento.

Share this post


Link to post

[...] Se a área onde o geocacher pretende colocar a cache é "frequentemente" visitada por este, [...]

 

Esta é outra dúvida que tenho.

Como deveremos quantificar este frequente?

Semanal; Quinzenal; Mensal; Semestral?

Share this post


Link to post

[...] Se a área onde o geocacher pretende colocar a cache é "frequentemente" visitada por este, [...]

 

Esta é outra dúvida que tenho.

Como deveremos quantificar este frequente?

Semanal; Quinzenal; Mensal; Semestral?

 

Vamos analisar pelo outro prisma. Se uma cache ficar inactiva, a precisar de manutenção, quanto tempo precisas para lá voltar?

 

O que as guidelines indicam é:

 

As the cache owner, you are also responsible for physically checking your cache periodically, and especially when someone reports a problem with the cache (missing, damaged, wet, etc.). You may temporarily disable your cache to let others know not to hunt for it until you have a chance to fix the problem. This feature is to allow you a reasonable time – normally a few weeks – in which to arrange a visit to your cache. In the event that a cache is not being properly maintained, or has been temporarily disabled for an extended period of time, we may archive the listing.

 

It may be difficult to fulfill your maintenance obligations if you place a cache while traveling on vacation or otherwise outside of your normal caching area. These caches may not be published unless you are able to demonstrate an acceptable maintenance plan. It is not uncommon for caches to go missing, areas to be cleared, trails to be blocked or closed, objects used for multi-cache or puzzles to be moved or removed, etc. Your maintenance plan must allow for a quick response to reported problems.

 

Está respondido, implícitamente. :D

Share this post


Link to post

Acho que a última frase no ponto relativo aos acessos de cadeira de rodas se aplica a todo os outros pontos e a muitas outras coisas... Pena haver por aí tanta falta dele...

Share this post


Link to post

Peço desculpa que o assunto esteja um pouco off-topic, mas há caches que se enquadram nas seguintes situações:

- Não estão de acordo com o rating suposto. Por exemplo, caches com acesso 1 e não são acessíveis a geocachers em cadeira de rodas.

- Manutenção por fazer com a cruz na lista de atributos.

Falo numa perspectiva de visitante e não na de owner..

 

Como actuar?

Share this post


Link to post

Peço desculpa que o assunto esteja um pouco off-topic, mas há caches que se enquadram nas seguintes situações:

- Não estão de acordo com o rating suposto. Por exemplo, caches com acesso 1 e não são acessíveis a geocachers em cadeira de rodas.

- Manutenção por fazer com a cruz na lista de atributos.

Falo numa perspectiva de visitante e não na de owner..

 

Como actuar?

 

- No caso do acesso 1 sem atributo, alertaria os owners. Foram publicadas assim, pouco posso fazer.

 

- Se nas caches, apesar dos pedidos de manutenção, tal não acontece, sugiro uma insistência. Eu passo os olhos por caches com esse atributo indicado, desactivando aquelas em que o owner não fez a manutenção pedida e a cache apresente sinais graves.

Share this post


Link to post

Sem querer açambarcar o tópico, gostava de contribuir com os meus 2 cêntimos, daquilo que o meu bom senso me diz serem boas práticas para a submissão de novas caches (e também para melhoramento das actuais):

  • tradução para inglês - o geocaching é um jogo internacional, e o inglês a língua mais comum hoje em dia, por isso, sempre que possam coloquem a informação na página da cache em inglês também... mais simpático e atractivo para quem vem de fora (imaginem irem ao estrangeiro e terem as páginas das caches existentes no local onde estão escritas apenas numa lingua que não entendem...)
  • fotos do local - diz-se que uma imagem vale mil palavras, se o motivo da cache é atrair para um local bonito, nada melhor que uma bela foto para tornar a página da cache mais atractiva e cativar os geocachers a visitá-la
  • grau de dificuldade/terreno - usem o formulário como é sugerido na página de novas submissões... já vi por aí umas quantas caches com níveis de dificuldade do terreno claramente exagerados... o que para uns pode parecer um terreno dificílimo, para outros pode parecer brincadeira de crianças... para evitar as discrepâncias de peso e medida, nada melhor que usar o medidor oficial e evitem cair na tentação pôr umas estrelas a mais na vossa cache, que está ali no topo daquela rampa de meio metro, só para parecer mais atractiva...

Share this post


Link to post

Excelente contribuição, Bruno. Concordo e assino por baixo. No entanto, na função de reviewer, não tenho margem de manobra para forçar/aconselhar o geocacher a agir conforme indicas.

 

Seria bom que o fizessem.

Share this post


Link to post

[*]fotos do local - diz-se que uma imagem vale mil palavras, se o motivo da cache é atrair para um local bonito, nada melhor que uma bela foto para tornar a página da cache mais atractiva e cativar os geocachers a visitá-la

 

Isto aqui é um pau de dois bicos; há quem diga e sou capaz de compreender perfeitamente, que as fotos estragam a surpresa. Já me aconteceu, o que aumenta a minha capacidade de compreensão. Quer dizer, chegar a um sitio e ficar surpreso por algo que não esperava de todo. Acho que prefiro listings sem fotos, apesar de neste momento todos os meus serem profusamente ilustrados (ah, a não ser o primeiro que criei).

Share this post


Link to post

Aproveito a deixa para colocar uma dúvida relativa ao acesso por cadeira de rodas.

 

Como poderemos considerar que determinada cache pode ser acedida por cadeira de rodas?

 

O geocacher pode efectivamente chegar com a cadeira, utilizando os seus próprios meios ou com auxilio de cadeiras motorizadas, mas a cache está metida num buraco ao nível do chão com um pedra por cima, ou, em alternativa, a uma altura de 1,80 m.

 

Neste caso, apesar se conseguir deslocar até ao G0, existe a dificuldade em alcançar a cache.

 

Outro exemplo, será o caso da cache poder ser acedida por cadeira de rodas mas apenas com o auxilio de terceiros, por exemplo para vencer obstáculos como escadarias.

 

Desculpem, um outro exemplo que me esqueci:

A pessoa desabilitada não pode de todo chegar à cache, está por exemplo numa encosta a cinco metros do caminho, mas pode acompanhar o geocacher que irá buscar a cache até aos tais 5 metros de distancia.

 

Deveremos considerar a cache acessível por cadeira de rodas?

Edited by ajsa

Share this post


Link to post

O geocacher pode efectivamente chegar com a cadeira, utilizando os seus próprios meios ou com auxilio de cadeiras motorizadas, mas a cache está metida num buraco ao nível do chão com um pedra por cima, ou, em alternativa, a uma altura de 1,80 m.

 

Neste caso, apesar se conseguir deslocar até ao G0, existe a dificuldade em alcançar a cache.

 

Diria que não é acessível a cadeira de rodas, nem o terreno será 1. Atenção que uma cache a essa altura, 2, 2.5 metros também não é acessível a muitos geocachers, sem qualquer necessidade especial.

 

Outro exemplo, será o caso da cache poder ser acedida por cadeira de rodas mas apenas com o auxilio de terceiros, por exemplo para vencer obstáculos como escadarias.

 

Por esse prisma, quase todas são acessíveis com uma cadeira de rodas. Tem é de ter um grupo de amigos suficientemente forte para levarem a cadeira e o geocacher às costas. Neste caso, não a cache não é acessível a cadeira de rodas.

 

Desculpem, um outro exemplo que me esqueci:

A pessoa desabilitada não pode de todo chegar à cache, está por exemplo numa encosta a cinco metros do caminho, mas pode acompanhar o geocacher que irá buscar a cache até aos tais 5 metros de distancia.

 

Deveremos considerar a cache acessível por cadeira de rodas?

 

Ora, se ele não chegou à cache, não é acessível a uma pessoa com cadeira de rodas.

 

Vou contrapôr:

 

Uma pequena junta de freguesia, uma porta de entrada com 3 degraus, sem rampa. O cidadão com cadeira de rodas quer entrar, não consegue. O balcão fica ali a 5 metros. Se gritar, o funcionário vai ouvi-lo e conseguirá responder às suas questões.

 

Pergunta, a junta de freguesia tem acessibilidades para cidadãos com cadeira de rodas? :-)

Share this post


Link to post

Obrigado Hugo. :(

 

Os exemplos que dei surgem em algumas caches minhas que não estão marcadas como acessíveis a cadeira de rodas exactamente por ser da mesma opinião.

 

Assim, em jeito de resumo, uma cache acessível a cadeira de rodas terá de permitir que o geocacher, neste caso a pessoa de cadeira de rodas, se consiga deslocar até ao G0 pelos seus próprios meios sem a intervenção de terceiros. O contentor deverá, por sua vez, estar ao seu alcance. Por exemplo num banco de jardim, ou num buraco facilmente acessível.

 

É isto?

Share this post


Link to post

Basicamente, sim. É uma questão de se avaliar com o tal bom senso.

Share this post


Link to post
Isto aqui é um pau de dois bicos; há quem diga e sou capaz de compreender perfeitamente, que as fotos estragam a surpresa. Já me aconteceu, o que aumenta a minha capacidade de compreensão. Quer dizer, chegar a um sitio e ficar surpreso por algo que não esperava de todo. Acho que prefiro listings sem fotos, apesar de neste momento todos os meus serem profusamente ilustrados (ah, a não ser o primeiro que criei).

Há fotos e fotos... Pode-se colocar fotos que não estraguem a surpresa... Na minha cache, as fotos que coloquei, nenhuma é do local onde está a cache (para o qual tb contribuiu o facto de nessa altura já estar sem bateria na máquina, mas isso é outra história...).

 

De qualquer forma, a meu ver, uma foto não substitui a sensação de ir ao local e observar a paisagem na primeira pessoa... pelo menos para mim... se assim fosse não precisava de sair de casa... bastava ficar em frente ao computador a ver fotos...

 

Claro que uma cache sem fotos também pode ser apelativa, mas exige um texto mais cativante... E as que tenho visto sem fotos, tendem a ser o oposto... Parece que foram feitas "a despachar".

Share this post


Link to post

A distancia entre pontos fisicos sempre foi de 161 metros ? Ou foi sofrendo actualizações á medida que mais caches se foram fazendo e teve de se tomar essas medidas ?

Share this post


Link to post

A distancia entre pontos fisicos sempre foi de 161 metros ? Ou foi sofrendo actualizações á medida que mais caches se foram fazendo e teve de se tomar essas medidas ?

 

Os 161 metros correspondem a 0.1 milhas. Creio que será um número arredondado suficientemente fácil de memorizar para ser estabelecido como padrão.

Share this post


Link to post

A distancia entre pontos fisicos sempre foi de 161 metros ? Ou foi sofrendo actualizações á medida que mais caches se foram fazendo e teve de se tomar essas medidas ?

 

Os 161 metros correspondem a 0.1 milhas. Creio que será um número arredondado suficientemente fácil de memorizar para ser estabelecido como padrão.

 

Mas sempre se utilizaram os 161 metros ? Ou essa distancia ja foi mais "curta" ?

Share this post


Link to post

nao sei se estou no topico certo, mas como posso alterar as coordenadas da minha cache? :(

 

Penso que se for ate 150m da coordenada original podes alterar na pagina, se for mais que isso acho que tens de pedir ajuda a um revisor.

 

Espero te ter ajudado :)

 

Esta pagina pode te ajudar : Aqui!

Edited by andremog

Share this post


Link to post

Pelo que posso ver não tens caches ainda ativas, logo a cache que falas está ainda em condições de receber as coordenadas que pretenderes.

 

Antes de enviar a cache para revisão, no botão lá em cima, podes alterar as coordenadas carregando no botão "Editar Página" no menu "Navegação", topo direito do écran.

Ai aparece a página em modo "editar" e procuras pelos campos da secção "Coordenadas" e alteras.

No fundo da páginas carregas no botão "Enviar Alterações", assumindo que leste e compreendeste as Guidelines e o "Acordo de Termos de Utilização"

Share this post


Link to post

Viva,

 

- Distância entre caches: Sigam esta indicação "A distância entre containers físicos deve ser superior a 161 metros, faça ou não parte de uma multi-cache, puzzle/mistério, tradicional, etc". Ou seja, sempre que houver "caixotinho", tem que colocar os vossos a mais de 161 metros. Simples;

 

 

Uma dúvida em relação a este ponto.

 

No caso de uma multi ou mistério, a distância em questão (161m) é em relação ao ponto inicial da cache ou à localização do container final. E caso a multi ou mistério tenha vários waypoints, com/sem "mini" containers?

 

Obrigado,

xptopt

Share this post


Link to post

No caso de uma multi ou mistério, a distância em questão (161m) é em relação ao ponto inicial da cache ou à localização do container final. E caso a multi ou mistério tenha vários waypoints, com/sem "mini" containers?

 

 

Desde que exista um contentor físico, os 161 metros (1/10 de milha) devem ser respeitados.

Quer esse contentor físico seja um ponto de uma multi, puzzle ou o contentor final de qualquer cache.

Não havendo contentor, não existe essa condicionante.

Naturalmente a distância refere-se mais frequentemente aos pontos finais de qualquer cache, seja tradicional, multi, puzzle ou letterbox; mas pode referir-se aos pontos intermédios mais próximos... nos casos em que tenham contentor físico.

Edited by ruidealmeida

Share this post


Link to post

A regra da distancia dos 161m só se aplica entre os teus contentores e os contentores da outra cache. Podes colocar na tua cache dois ou mais contentores a distarem menos os 161m.

Edited by vsergios

Share this post


Link to post

- Distância entre caches: Sigam esta indicação "A distância entre containers físicos deve ser superior a 161 metros, faça ou não parte de uma multi-cache, puzzle/mistério, tradicional, etc". Ou seja, sempre que houver "caixotinho", tem que colocar os vossos a mais de 161 metros. Simples;

Tenho uma dúvida:

 

Pode existir um container intermédio de uma multi-cache, puzzle/mistério, que não tenhamos conhecimento. Como devemos proceder?

Share this post


Link to post

- Distância entre caches: Sigam esta indicação "A distância entre containers físicos deve ser superior a 161 metros, faça ou não parte de uma multi-cache, puzzle/mistério, tradicional, etc". Ou seja, sempre que houver "caixotinho", tem que colocar os vossos a mais de 161 metros. Simples;

Tenho uma dúvida:

 

Pode existir um container intermédio de uma multi-cache, puzzle/mistério, que não tenhamos conhecimento. Como devemos proceder?

 

Essa situação será apontada por um revisor, quando a cache for submetida.

Share this post


Link to post

Será permissível uma cache que tenha um tema litúrgico? Mais concretamente, a listing será a letra de um trecho de música litúrgica, que é uma transcrição directa da vulgata.

 

A trecho em causa tem mérito poético próprio. O tema é a devastação física e moral causada por uma invasão inimiga (no original, o cerco e conquista de Jerusalém). Parece-me que o tema se integra bem no local: neste caso, as imediações das ruínas de uma cidade antiga, onde até existe uma estação arqueológica.

 

Além do interesse de procura do container per si, conto desafiar os geocachers a fazerem uma pequena investigação sobre o texto e sobre a imagem ilustrativa (obviamente, não como requisito para a procura).

 

A objecção que eu poderia imaginar seria existir alguma intenção de proselitismo (devido à origem bíblica do texto), o que não é o caso.

 

Deixo a pergunta em aberto.

 

EDIT: Se acharem melhor isto estar no tópico "perguntas a revisores", por favor movam.

Edited by luis_pt

Share this post


Link to post

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.
Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
Sign in to follow this  
Followers 5

×
×
  • Create New...