Sign in to follow this  
Followers 7
Toninho

Politicas Regionais para o Brasil

34 posts in this topic

Olá amigos!!!

 

Como vocês devem saber a Groundspeak possui um Guia com Politicas Regionais e diretrizes para orientar criação de novos Caches.

 

Sobre o Guia

 

Para encontrarmos a página referente ao Brasil, devemos clicar em Americas>South America>Brazil

 

Mas ao chegarmos naquela pagina encontramos uma página em BRANCO

 

Quando submetemos nossos caches para revisão, muitas vezes recebemos uma orientação do revisor, sobre alterações a serem feitas e solicitando alguma informação adicional. Isso é ótimo, pois os Revisores nos auxiliam a deixar nossos caches melhores e adequados aos Guidelines da Groundspeak.

 

Vocês já devem ter reparado que ao final das mensagens podemos encontrar alguns links, que nos direcional para o Help Center da Groundspeak e também para o "Guia de Políticas Regionais" de Portugal, onde estão os Revisores.

 

Ao abrirmos à página referente ao Guia de Políticas Regionais de Portugal verificamos que muitas coisas não tem a menor aplicação para o Brasil, pois, são referentes às particularidades das regiões e parques de Portugal.

 

O que gostaria de propor neste Post é que pudêssemos registrar aqui nossas sugestões e informações para que os Revisores possam criar o "GUIA DE POLÍTICAS REGIONAIS DO BRASIL".

 

Afinal, o Brasil é um país continental, com centenas de Parques Estaduais, Federais e Municipais e cada um pode ter uma particularidade.

 

Como praticantes de Geocaching no Brasil temos a obrigação de colaborar com os Revisores para que eles possam ter todas as informações para que o processo de Revisão dos Caches seja mais eficiente.

 

Gostaria de contar com a colaboração de todos.

 

Gostaria de contar também com a colaboração dos Revisores, para que eles possam nos orientar sobre quais informações são necessárias para criar nosso Guia de Políticas Regionais para o Brasil

 

Abraços,

 

Toninho

0

Share this post


Link to post

Bom dia a todos!

 

Sempre apoiei a criação de regras e normas para o geocaching, principalmente no que é a adaptação à realidade Brasileira.

 

Lamento ver, como referi mais do que uma vez neste forum, que são os próprios Revisores que não cumprem com essas regras. Vejam o caso de alguns caches:

 

http://coord.info/GC1FPM3

http://coord.info/GC1FPGD

http://coord.info/GC1GPPD

http://coord.info/GC22NKY

 

Estes são apenas alguns dos vários caches que pedi manutenção em 2014... e até hoje ainda não foi feita a manutenção, nem foram arquivados!!!! Por isso digo, acho muito bem que sejam implementadas regras e normas que DEVEM SER CUMPRIDAS e não ignoradas como acontece habitualmente.

 

Este foi o principal motivo por ter deixado o Geocaching, se os próprios revisores não cumprem essas regras então fica muito difícil.

 

JP

0

Share this post


Link to post

De fato JPreto. Infelizmente temos muitos caches de owners inativos aqui no Brasil.

Colocaram os caches, mas desanimaram e não estão mais dando manutenção.

Eu ja tentei fazer contato com alguns, me oferecendo até para adotar os caches, mas a maioria nem responde.

Com o tempo acredito que os Revisores acabarão por arquivar esses caches.

Alguns que você citou já estão desabilitados.

0

Share this post


Link to post

Acredito que podemos iniciar com algumas guidelines básicas a respeito de locais que são de movimentação pública, mas que não seriam indicados para a prática de geocaching.

 

A respeito dos parques, como sabidamente comentado, temos uma extensão de território imensa que proporciona fonte de informação tão grande que seria complicado catalogar inicialmente. Porém, de forma geral, poderíamos ter as clássicas indicações: evitar áreas com equipamentos elétricos, etc.

 

Não seria interessante adotar a política existente de algum país, como Portugal - um exemplo - a fim de adaptar a realidade brasileira, conforme a discussão neste tópico?

0

Share this post


Link to post

Não seria interessante adotar a política existente de algum país, como Portugal - um exemplo - a fim de adaptar a realidade brasileira, conforme a discussão neste tópico?

 

Sim, essa é a ideia.

 

As Políticas Regionais de Portugal já são utilizadas para revisão dos caches no Brasil, pois nossos Revisores são de lá. Então, nada mais lógico que partir delas para criar as Políticas para o Brasil.

 

Mas para isso temos que ter a ajuda de nossos amigos Revisores.

0

Share this post


Link to post

...para criar as Políticas para o Brasil.

 

Penso que este tópico se baseia em pressupostos não corretos.

 

A Groundspeak limita-se a respeitar toda e qualquer legislação local, regional e nacional pré-existentes, podendo ou não, fazer eco delas nas suas páginas. Não cria, nem pede que a comunidade crie qualquer regras aplicáveis descricionariamente a cada território onde se pratique o jogo.

 

Por último, convêm recordar que o facto de alguma política local, regional ou nacional não se encontrarem listadas nas páginas da Groundspeak e do geocaching, não significa que não sejam respeitadas, pelos revisores... e que por acréscimo, não devam ser respeitadas pelos geocachers.

0

Share this post


Link to post

...para criar as Políticas para o Brasil.

 

Penso que este tópico se baseia em pressupostos não corretos.

 

A Groundspeak limita-se a respeitar toda e qualquer legislação local, regional e nacional pré-existentes, podendo ou não, fazer eco delas nas suas páginas. Não cria, nem pede que a comunidade crie qualquer regras aplicáveis descricionariamente a cada território onde se pratique o jogo.

 

Por último, convêm recordar que o facto de alguma política local, regional ou nacional não se encontrarem listadas nas páginas da Groundspeak e do geocaching, não significa que não sejam respeitadas, pelos revisores... e que por acréscimo, não devam ser respeitadas pelos geocachers.

 

Politicas de Portugal - https://wiki.Groundspeak.com/display/GEO/Portugal

 

Guidelines da Geocaching - https://www.geocaching.com/about/guidelines.aspx

 

Volto a dizer, seria importante que, pelo menos, os guidelines da geocaching fossem respeitados pelos Revisores:

 

Geocache Maintenance

Owner is responsible for geocache listing maintenance.

As the owner of your cache listing, your responsibility includes quality control of all posts to the cache listing. Delete any logs that appear to be bogus, counterfeit, off-topic or otherwise inappropriate.

 

Owner is responsible for visits to the physical location.

You are responsible for occasional visits to your cache to ensure it is in proper working order, especially when someone reports a problem with the cache (missing, damaged, wet, etc.), or posts a Needs Maintenance log. Temporarily disable your cache to let others know not to search for it until you have addressed the problem. You are permitted a reasonable amount of time – generally up to 4 weeks – in which to check on your cache. If a cache is not being maintained, or has been temporarily disabled for an unreasonable length of time, we may archive the listing.

 

Guideline, simples... o dono do cache deve visitar o local, após o pedido de manutenção, num período geralmente de 4 semanas... no Brasil alguns caches já vão em mais de 2 anos!

0

Share this post


Link to post

...para criar as Políticas para o Brasil.

 

Penso que este tópico se baseia em pressupostos não corretos.

 

A Groundspeak limita-se a respeitar toda e qualquer legislação local, regional e nacional pré-existentes, podendo ou não, fazer eco delas nas suas páginas. Não cria, nem pede que a comunidade crie qualquer regras aplicáveis descricionariamente a cada território onde se pratique o jogo.

 

Por último, convêm recordar que o facto de alguma política local, regional ou nacional não se encontrarem listadas nas páginas da Groundspeak e do geocaching, não significa que não sejam respeitadas, pelos revisores... e que por acréscimo, não devam ser respeitadas pelos geocachers.

 

Rui,

O que me motivou a criar esse post foi o fato de receber um link que faz referência às Políticas Regionais de Portugal quando algum revisor coloca uma nota durante um processo de revisão do cache.

No link que recebemos tem vários detalhes que são exclusivos de Portugal, que não tem a menor aplicação para o Brasil, pois são referentes à parques em Portugal.

 

Outras limitações que se encontram ali não tem o menor sentido, como proibição de colocar caches em "Rotundas". No Brasil não há nenhum impedimento que qualquer pessoa acesse a área central de uma Rotatória, mesmo que não haja faixa de pedestres para isso.

 

Nas guidelines citadas por você está claramente expresso que antes de colocar os caches devem ser lidas as "Guidelines" e as "Regional Geocaching Policies".

 

Por que não criarmos essa Políticas para o Brasil?

 

Tenho certeza que isso iria colaborar para que o Geocaching cresça ainda mais no Brasil

Edited by Toninho
0

Share this post


Link to post

Para facilitar a leitura a geocachers que possam não sentir-se à vontade com o inglês, coloco aqui uma tradução (pessoal) da Nota que se encontra na página sobre a qual este tópico se refere.

 

As leis locais e as regras para colocação de caches variam de local para local. À medida que os revisores da comunidade tomam conhecimento das políticas de colocação de caches para uma determinada localização, eles podem adicioná-las a esta página. Esta página pode não ser uma lista completa ou precisa das políticas territoriais. Essas políticas são criadas pelos proprietários ou gestores, não são criadas nem pelos revisores nem pelo Geocaching HQ. Este guia serve apenas de referência, se para a área que procura não existirem políticas listadas, isso não significa que elas não existam. Deverá sempre obter a autorização do proprietário ou gestor do local,cumprir com todas as leis aplicáveis, e seguir as Regras do Geocaching.

 

Se tiver alguma atualização, envie um email para os seus revisores.

Edited by RuideAlmeida
0

Share this post


Link to post

Rui, agradeço sua prestatividade, mas eu particularmente, não tenho nenhum problema em ler inglês.

 

Mas, como está descrito na sua tradução pessoal, " À medida que os revisores da comunidade tomam conhecimento das políticas de colocação de caches para uma determinada localização, eles podem adicioná-las a esta página."

Por que não podemos ter uma página de referência para as particularidades do Brasil?

 

Por que temos que seguir as referências de Portugal?

 

O que eu quero e justamente dar elementos para que os Revisores possam tomar conhecimento das políticas de colocação de caches e possam desenvolver melhor seu trabalho de Revisão.

0

Share this post


Link to post

Por que não criarmos essa Políticas para o Brasil?

 

A resposta mais simples... porque não somos nós enquanto comunidade, nem os revisores ou o Geocaching HQ quem as cria, mas sim os governos federal, estatal e municipal assim como os demais proprietários e gestores legais.

 

Sempre que tenha uma fonte de informação segura sobre quaisquer políticas eventualmente aplicáveis à colocação de caches em determinado local, pode partilhá-la com os revisores para o Brasil. Ficar-lhe-ão agradecidos, certamente.

0

Share this post


Link to post

Por que temos que seguir as referências de Portugal?

 

Na realidade isso não acontece.

Como referiu, os revisores estão em Portugal, sendo que para cada cache revista para o Brasil, eles reveem umas 20 lá. Concordo que nas comunicações sobre as caches brasileiras, esse rodapé talvez devesse ser retirado, para não se criarem dúvidas... mas acredito que eles já fazem o máximo possível dentro do tempo que voluntariamente disponibilizam para a comunidade.

 

Tomara futuramente isso possa ser revisto, assim como o preenchimento da página das Políticas Regionais do Brasil.

 

Afinal o tempo é um dos nossos recursos mais preciosos.

0

Share this post


Link to post

Olá, de facto a secção referente ao Brasil das Políticas Regionais ainda está vazia e estamos bem cientes disso.

Na realidade não é fácil recolher toda a informação referente a tantas áreas concessionadas, por vezes passam meses até que se consiga uma resposta concreta de uma entidade governamental e não queríamos .

 

Se alguém tiver informações ou links que possam ajudar nessa recolha de informação por favor enviem directamente para revisorespt@gmail.com

0

Share this post


Link to post

Como referiu, os revisores estão em Portugal, sendo que para cada cache revista para o Brasil, eles reveem umas 20 lá.

 

Isto não quer dizer que dedicamos mais a Portugal que ao Brasil. Que menos prezamos o Brasil.

 

Significa que há mais caches em Portugal por publicar, que no Brasil.

 

Um abraço!

Edited by SerafimSaudade
0

Share this post


Link to post

É muito bom ver que há interesse em ajudar a criar um secção de políticas regionais. A possibilidade de ajudar a construir uma coisa que está a crescer é muito motivante.

 

Quero só deixar algumas ideias, como curiosidades ou como base para reflexões .

 

A questão das caches em rotundas tem que ver com a segurança quer dos jogadores quer dos condutores.

 

A maioria dos geocachers, normalmente só pensamos nos jogadores e nos seus "direitos" de procurar e encontrar caches (ou de as esconder, neste caso).

 

Se forem ler as políticas regionais para o Reino Unido, lá eles até dizem que os "geocachers (no meio de uma rotunda) não devem ser um factor de distracção para os condutores". Eles querem proteger algo mais do que apenas alguns "malucos" com GPS na mão atravessando a estrada para alcançar uma caixinha no meio de uma rotunda.

 

Outra coisa que soube há pouco tempo por um revisor francês: em França, você não pode esconder uma cache numa paragem ou numa estação de ônibus, por questões de segurança / ataques de bombas, etc. Isso em Portugal não faria qualquer sentido também.

 

Outra questão: Todas as regras mudam, na vida e neste jogo também. As guidelines, que traduzindo significa "linhas orientadoras", são uma base de trabalho, com principios gerais, uns mais abstractos que outros. Mas, as guidelines de hoje não são exactamente as de há 5 ou 10 anos.

 

Logo, é muito provavel que as politicas regionais que vocês /nós venham a definir, tenham que ser adaptadas daqui a uns anos.

 

Dou um exemplo: Quando em comecei a praticar geocaching, há quase 10 anos, não havia qualquer problema em esconder caches em muros de pedras soltas. Porém, com o aumento de praticantes, a realidade mostrou que alguma coisa tinha que mudar, pois você chegava num monumento com centenas de anos e via que, por causa da forma como as pessoas procuram as caches, havia estruturas sendo destruídas "por causa" do geocaching.

 

Daí houve necessidade de tentar reduzir esse impacto negativo. Faz sentido, certo?

Por isso é que não se pode mais esconder caches em muros, aqui. Mas tem gente que só pensa na SUA cache. "porque é que EU não posso esconder MINHA cache desse jeito? EU tenho DIREITO de esconder dessa forma porque EU QUERO." Mas esquecem ou não querem compreender as razões por trás do impedimento que esses malvados revisores levantam.

 

Com isto vou a outra questão, levantada acima: podemos dizer que o geocaching no Brasil está a começar.

 

O JPreto referiu 4 caches com "meia dúzia" de founds. Dificilmente um revisor 'marca' imediatamente uma cache como desaparecida se ela tem 1 found em Janeiro, outro em Dezembro e um DNF no Agosto seguinte, ou se ela é publicada num ano, tem o FTF passados dois anos, e um DNF 15 meses depois.

 

Se essas caches tivessem visitas frequentes, menos espaçadas no tempo, e mais alguns DNFs, isso já poderia "fazer soar o alarme". Já viu se eu fosse verificar cada cache que tem UM DNF ???

 

Com isso eu quero dizer que à medida que o geocaching brasileiro for evoluindo, se tornando mais popular, as coisas também irão mudando.

 

Passem por forum.geocaching-pt.net e vejam quais eram os debates mais concorridos em Portugal quando o jogo começou aqui. Vai ver que muitas questões que se estão a passar no Brasil já ocorreram noutros lugares.

Edited by shubaca
0

Share this post


Link to post

Obrigado amigos pelas preciosas informações. Era isso mesmo que eu queria saber. Vou procurar fazer contato com os órgãos que administram os Parques Estaduais, municipais e Federais para tentar conseguir as informações

0

Share this post


Link to post

Toninho:

 

A lista de políticas locais para Portugal surgiu como forma de concentrar toda a informação recolhida (e de certa forma formalizá-la e torná-la pública num local conhecido) no que toca a excepções e/ou adendas às linhas de orientação geral. O seu conteúdo foi aparecendo e sendo publicado à medida que foi sendo dado a conhecer pelas autoridades relevantes, quando existiram casos particulares.

 

As restantes entradas surgiram com a evolução crescente do geocaching em Portugal, para clarificar casos particulares do que é "causar dano" após análise a longo prazo de algumas geocaches ou para rectificar linhas de orientação para evitar surtos "locais" de abusos das mesmas.

 

No que toca às autorizações, por exemplo: Todas as caches têm que ser autorizadas pelo proprietário/gestor do local. Em algumas situações é facilitado esse aspecto porque presume-se que não haverá qualquer problema e porque os locais são utilizados para outras actividades com o mesmo o ainda maior impacto. Mas se houver uma entidade que denuncia uma geocache ou que declara que determinado espaço é off-limits para a prática de geocaching, essa informação passará a fazer parte desta secção assim que chegar ao nosso conhecimento.

 

Valerá a pena iniciar o esforço no sentido de contactar tudo e todos, se o volume de geocaches é tão reduzido, o número de casos particulares de denúncia/proibição de colocação de geocaches é nulo e a área geográfica do Brasil e o número de entidades é tão grande?

0

Share this post


Link to post

Valerá a pena iniciar o esforço no sentido de contactar tudo e todos, se o volume de geocaches é tão reduzido, o número de casos particulares de denúncia/proibição de colocação de geocaches é nulo e a área geográfica do Brasil e o número de entidades é tão grande?

 

De fato temos centenas de Parques e me parece que essa tarefa de contactar os órgão públicos seja prematura nesse momento, pela quantidade de caches que temos.

 

Mas, existem muitas coisas que se aplicam a Portugal mas aqui no Brasil não fazem o menor sentido. Um exemplo: A recomendação de não esconder caches em muros de pedra. Em Portugal faz todo sentido, pois existem muros de pedras colocados à mão, sem cimento, que tem séculos de existência. Nada mais certo que não utilizar esse tipo de muro como esconderijo para um cache. Mas aqui no Brasil não temos esse tipo de construção, pois nosso país é muito mais jovem.

 

Meu ponto é que as Políticas Regionais de Portugal não se aplicam ao Brasil.

 

Se a página de Politicas Regionais para Brasil está em branco, então, devemos começar a escreve-la.

 

Talvez os únicos itens das Políticas Regionais de Portugal que se apliquem sejam o item 4.c Equipamentos Elétricos e 4.d Equipamentos de Rega.

 

Esses poderiam ser o inicio da construção da página das Políticas Regionais para o Brasil, além, é claro, da introdução Geral.

 

Abraços à todos!!!

0

Share this post


Link to post

Isto não quer dizer que dedicamos mais a Portugal que ao Brasil.

 

É uma questão de aritmética simples... não questionável.

 

O meu comentário referiu-se apenas à presença de um rodapé com as Políticas Regionais de Portugal, que tambem sendo recebido no Brasil, poderia ser retirado, nesses casos... apenas e só.

0

Share this post


Link to post

Como referência podemos utilizar as Políticas Regionais de Portugal

 

Deixando apenas os itens que se aplicam ao Brasil.

 

Como escrevi acima acho que os únicos itens que se aplicam ao Brasil são o 4.a e o 4.c

Edited by Toninho
0

Share this post


Link to post

Nas últimas semanas fiz uma pesquisa pela internet nos sites de órgãos do município de São Paulo, de Governos Estaduais e no Governo Federal que administram e mantêm os Parques Públicos e não encontrei nenhuma referência sobre Geocaching, como era de se esperar.

 

Portanto, acredito que possamos dar início à pagina de Políticas Regionais para o Brasil com os itens referentes aos Equipamentos Elétricos e Equipamentos de Regras.

 

Quanto à colocação de caches em "Rotundas" (Rotatórias aqui no Brasil), o código de Transito Brasileiro não cita o acesso de pedestres à esses locais e garante que o pedestre pode circular nos passeios e passagens, podendo realizar a travessia de vias mesmo quando não haja faixa de pedestres, como pode ser visto nos artigos abaixo transcritos.

 

"Art. 68. É assegurada ao pedestre a utilização dos passeios ou passagens apropriadas das vias urbanas e dos acostamentos das vias rurais para circulação, podendo a autoridade competente permitir a utilização de parte da calçada para outros fins, desde que não seja prejudicial ao fluxo de pedestres. "

"Art. 69. Para cruzar a pista de rolamento o pedestre tomará precauções de segurança, levando em conta, principalmente, a visibilidade, a distância e a velocidade dos veículos, utilizando sempre as faixas ou passagens a ele destinadas sempre que estas existirem numa distância de até cinqüenta metros dele, observadas as seguintes disposições:

 

I - onde não houver faixa ou passagem, o cruzamento da via deverá ser feito em sentido perpendicular ao de seu eixo;"

 

Não há nenhuma referência sobre o impedimento de circulação de pedestres em Rotatórias.

 

Fonte: Código de Trânsito Brasileiro

 

 

 

 

Edited by Toninho
0

Share this post


Link to post

Senhores, muito interessante em salutar a discussão e acho que o principal ponto está sendo perdido aqui. Precisamos imediatamente per as Guidelines Brasil, mesmo que inicialmente sejam iguais as que Portugal possui. E com as Guidelines Brasil criadas, os jogadores, moderadores e revisores iriam sugerindo as alterações necessárias para adaptar a nossa realidade, que no futuro será observada por revisores brasileiros.

Não faz sentido nenhum temos guidelines iguais as de Portugal por termos a mesma língua, somos países completamente diferentes, com leis diferentes, regras de trânsito diferentes, construções completamente diferentes e leis nacionais de parques particulares por parque não nacionalmente.

A insistência em não apoiar isso, ou não nos ajudar a conquistar isso é uma posição que me deixa perplexo.

 

O moderador Rui e os revisores-PT que fazem o trabalho Brasil tem que nos ajudar a criar os Guidelines-BR e não ficar apontando por que ele não existe.

 

Hugues

0

Share this post


Link to post

Senhores, muito interessante em salutar a discussão...

 

A questão do que faz ou não faz sentido na aplicação das regras é transitória e dinâmica.

 

Inicialmente existiam apenas as regras gerais para a prática do geocaching que estão publicadas na homepage... e mesmo essas são alvo de revisões e atualizações constantes.

 

Só depois, começaram a ser adotadas exceções geograficamente localizadas, com base na exaustiva recolha dos casos em que as legislações locais se aplicam ao nosso jogo.

 

Muito naturalmente será bem mais fácil fazer essa recolha por quem esteja mais próximo da origem da legislação do que por quem esteja mais afastado.

 

Posto isto, aconselho que façam chegar aos revisores todas as exceções relevantes para o geocaching no Brasil, que tenham conhecimento usando o email revisorespt@gmail.com.

0

Share this post


Link to post

Desculpa Rui, mas isso são desculpas...

 

Você tem que apoiar a criação de Guidelines-BR, incentivar e brigar pra que eles existam ao invés de dar respostas padrões. Treine, incentive, procure jogadores que poderão ser os revisores e capazes de adaptar a legislação, faça sua parte como moderador para que isso aconteça. é isso que espero de alguém que tem a posição e a experiência que você tem. Quantos revisores brasileiros vc já indicou? Quantos vc já treinou pra que estejam prontos?

 

Faça para que cresçamos com uma identidade local.

0

Share this post


Link to post

Desculpa Rui, mas isso são desculpas...

 

O fórum não é local de diálogo contínuo entre dois utilizadores, pelo que apenas vou responder no sentido de esclarecer eventuais mal-entendidos.

 

A questão principal que quis realçar foi que as Políticas Regionais, não devem substituir-se às regras gerais do geocaching... no que à atividade concerne. Nas Políticas Regionais de cada país ou estado, devem aparecer apenas as exceções, quando existentes.

 

Penso que extrapola muito as minhas capacidades enquanto volunteer. :)

 

O meu campo de ação limita-se exclusivamente ao fórum oficial, fora dele, sou um geocacher como qualquer outro... naturalmente com a experiência que quase 10 anos de atividade podem fornecer, mas acima de tudo, gostando muito de tudo o que a envolve, desde a intervenção nas medias sociais, organizando Eventos em vários países, desenhando geocoins e outros trackables.

 

Ninguém me pede para nomear quem quer que seja, para nenhuma função. :)

 

O que tenho feito pelo geocaching no Brasil?

 

Para responder a essa pergunta, terei de misturar ambos os perfis... e como Kelux, publiquei 95 caches no Amazonas e outros estados, algumas delas Eventos em que tentei apadrinhar novos jogadores. Quando vim viver para o Amazonas em 2011, existia apenas uma cache... em Presidente Figueiredo, a 130km de Manaus... entretanto Arquivada.

 

Alguns dos novos jogadores do Amazonas, pertencem aos Desbravadores e fui também convidado para apresentar um workshop num encontro de líderes, para cerca de 200 pessoas.

 

Como resultado da vinda para o jogo de alguns desses Desbravadores, para além das minhas, foram publicadas até hoje um total de 151 caches no estado.

 

Como Manaus é destino de muitos cruzeiros pelo Amazonas, é frequente recebermos geocachers estrangeiros que acolhemos de braços abertos, com tours pela cidade e nos nossos eventos mensais tento sempre esclarecer as eventuais dúvidas de quem começa a jogar, para lá de tentar usar de alguma pedagogia, no sentido de evitar práticas menos desejáveis, no momento de esconder ou procurar uma cache.

 

Desenhei algumas geocoins dedicadas à fauna e flora do Brasil... a Arara em 2012, a Jaguar em 2015, a Victoria Amazonica em 2016... e a Mico Leão Dourado está quase a entrar no forno. Felizmente todas alcançaram assinalável sucesso, servindo de dignas (e belas) embaixadoras do geocaching brasileiro. :)

 

Recentemente, primeiro em Outubro de 2015 e depois em Junho deste ano, acompanhei o primeiro Lackey (funcionário do Geocaching HQ) que visitou a APE Cache em Intervales, com grande agrado e repercussão nas medias sociais oficiais. Fiz questão de reservar a última manhã em São Paulo para estarmos disponíveis algumas horas a cachar no Ibirapuera. Convidei todos os que quisessem acompanhar-nos e conhecer o Rock Chalk. Casualmente encontrámos 3 garotos que estavam a começar a jogar, mas que até hoje não logaram as caches. Mais ninguém apareceu. :(

 

No entanto, sempre que a comunidade não esteja contente com o meu trabalho enquanto volunteer, deverá expressar essa opinião junto do Geocaching HQ.

 

BOAS CACHADAS!!!

Edited by RuideAlmeida
0

Share this post


Link to post

Desculpa Rui, mas isso são desculpas...

 

Você tem que apoiar a criação de Guidelines-BR, incentivar e brigar pra que eles existam ao invés de dar respostas padrões. Treine, incentive, procure jogadores que poderão ser os revisores e capazes de adaptar a legislação, faça sua parte como moderador para que isso aconteça. é isso que espero de alguém que tem a posição e a experiência que você tem. Quantos revisores brasileiros vc já indicou? Quantos vc já treinou pra que estejam prontos?

 

Faça para que cresçamos com uma identidade local.

 

Não sou eu a falar mas podia bem ser... Parabéns "slhugu", finalmente alguém que quer ver regras a serem impostas e não que o Brasil seja o faroeste do geocaching como alguns "gringos" disseram no forum internacional.

 

Rui, há quantos anos estás no Brasil???? Ainda não sabes as leis brasileiras??? Ou queres tu ser o primeiro revisor no Brasil???? É isto uma campanha???

0

Share this post


Link to post

Desculpa Rui, mas isso são desculpas...

 

Você tem que apoiar a criação de Guidelines-BR, incentivar e brigar pra que eles existam ao invés de dar respostas padrões. Treine, incentive, procure jogadores que poderão ser os revisores e capazes de adaptar a legislação, faça sua parte como moderador para que isso aconteça. é isso que espero de alguém que tem a posição e a experiência que você tem. Quantos revisores brasileiros vc já indicou? Quantos vc já treinou pra que estejam prontos?

 

Faça para que cresçamos com uma identidade local.

 

Concordo slhugu.

 

Não estamos aqui discutindo de "apontar exceções às regras internacionais do Geocaching para o Brasil", mas sim criar as políticas regionais adequadas à nossa realidade, que, como muito bem dissestes, é completamente diferente da de Portugal.

 

Por isso, tratam-se de políticas novas, concebidas com base na nossa situação (e na necesidade de trazer mais cachers, e não desencorajá-los a participar - o que não quer dizer que vai ser tudo liberado).

 

Cito o exemplo que aconteceu comigo, onde o cache não está sendo aprovado por terem sido utilizados pequenos parafusos de fixação para prender o container a um poste de madeira tratada.

 

Concordo que não devemos fixar nada com pregos/parafusos em árvores, mas em um poste de Eucalipto tratado de 11 metros de altura que dura 30 anos sob a ação do tempo, dizer que um parafuso que penetra 1 cm no poste vai danificá-lo me parece um desconhecimento de como as coisas funcionam no mundo real.

0

Share this post


Link to post

Já agora e porque o fórum é um espaço de sã discussão, deixo-vos o mapa de volunteers que podem consultar aqui.

 

world_map.png

 

Penso que ele pode surpreender muita gente.

0

Share this post


Link to post

Já agora e porque o fórum é um espaço de sã discussão, deixo-vos o mapa de volunteers que podem consultar aqui.

 

world_map.png

 

Penso que ele pode surpreender muita gente.

 

Muito obrigado! Desconhecia esse mapa.

0

Share this post


Link to post

"

Concordo que não devemos fixar nada com pregos/parafusos em árvores, mas em um poste de Eucalipto tratado de 11 metros de altura que dura 30 anos sob a ação do tempo, dizer que um parafuso que penetra 1 cm no poste vai danificá-lo me parece um desconhecimento de como as coisas funcionam no mundo real. "

 

E você sabe como funcionam as coisas no mundo do geocaching? Me parece que não faz a mínima ideia, me desculpe dizer isso assim.

 

Acaba por ser interessante você referir isso aqui, para que todos percebam do que estamos a falar neste tópico.

 

Meu receio é que sua posicao e talvez a de alguns outros, seja traída pela falta de experiência e pela dificuldade em perceber o que é que está por trás de certas regras e qual é a verdadeira função de um revisor.

 

Dois exemplos :

Faz duas ou três semanas recusei uma cache nova aqui em Portugal em que alguém fez um buraco numa obra de arte urbana, feita em madeira, para alojar um cache. Consegue imaginar uma coisa dessas??? Que é que o autor da obra vai pensar? Acha que ele irá gostar de ver isso?

 

Outro dia um compatriota vosso pintou umas setas numa árvore, apontando para o cache, com tinta spray. É um absurdo!

 

Vamos dizer que , OK, nem o buraco nem a tinta realmente danificam os objectos onde foram colocados.

 

Mas me diga uma coisa: Tem alguma necessidade de associar o geocaching com vandalismo??

 

E alguém recem entrado no jogo, encontra uns caches assim, vai achar que não tem problema e vai fazer algo ainda pior. E pode ser pichar as paredes da tua casa. Vai gostar???

 

Ou fazer como outro novato fez, em que escavaram um buraco numa árvore, num terreno privado, sem autorização, um buraco onde cabia uma lata de refrigerante de 33cl?

 

Tem que fazer pedagogia, gente! Tem sempre que Imaginar que o sujeito mais bruto vai encontrar tua cache e vai imitar, mas fazendo ainda pior!

 

Volto à sua cache.

 

Você não leu minha nota de revisão toda , só leu a parte que lhe interessa.

 

Abaixo copio minha nota na cache do styloporteam, em que retirei apenas o que poderia ser "Spoiler". Tirem vossas Conclusões :

 

"Quanto a sua cache, temos aqui um problema, mas que vamos tentar solucionar.

 

O problema:

 

Você colocou parafusos para fixar a estrutura no poste. Ainda que esteja de acordo consigo que aqueles parafusos pequenos não vão danificar um poste daqueles, isso é um mau exemplo:

 

Por um lado, o poste pertence a alguma entidade, seja publico ou privado, que pode não gostar de lá ver coisas espetadas sem autorização.

 

Depois, nem todo o mundo sabe distinguir um parafuso de 1cm de comprimento e 3mm de diâmetro espetado num poste de telefone público, de um prego de 30 cm cravado numa árvore centenária na propriedade de um particular.

 

Daí que não podemos / não devemos aceitar um cache assim. Estou certo que você compreende o porquê.

 

As guidelines em causa são esta " Esconder uma geocache nunca poderá danificar, desfigurar ou destruir propriedade pública ou privada.

As geocaches devem ser colocadas de maneira a que o ambiente envolvente, quer seja natural ou construído pelo homem, fique a salvo de qualquer dano intencional ou não. Nenhum meio deve ser danificado ou alterado para fornecer um esconderijo, uma pista ou quaisquer meios de registar uma geocache encontrada. " e também a parte que diz " (os revisores) podem ter preocupações adicionais que não se encontrem nestas linhas de orientação e que você, como alguém que coloca uma geocache, pode não ter reparado. O revisor pode trazer estas preocupações adicionais à sua atenção e oferecer sugestões para que a geocache possa ser publicada. "

 

A solução:

 

Eu sugiro que você fixe o PVC ao poste por alguma coisa que não "danifique" o poste, ou que possa ser retirado a qualquer momento sem deixar "danos". Por exemplo, com abraçadeiras plásticas ou metálicas. (Veja os links)"

 

Aí tem, problema e sugestão de como fazer correcto.

 

Espero que todos percebam que a questão não é tanto se o poste é danificado, é o mau exemplo que dá e o que pode vir de mal a partir daí.

 

Finalmente, para vossa reflexão:

 

Quero ter políticas regionais que ajudem a que exista um geocaching "saudável" no meu país, ou quero ter políticas regionais que permitam ter meus caches publicados?

Edited by shubaca
0

Share this post


Link to post

Quero ter políticas regionais que ajudem a que exista um geocaching "saudável" no meu país, ou quero ter políticas regionais que permitam ter meus caches publicados?

 

Curiosa observação a do prego/parafuso na árvore, eu fui bastante criticando por alguns geocachers da região de SP por denunciar alguns caches que não deviam ter sido publicados, pois não respeitavam as regras do geocaching, em situações iguais a esta... aliás, as regras não são regras mas sim "guidelines"... traduzindo seriam "orientações" e como tal alguns se acham no direito de não cumprir essas "orientações" porque não são "obrigações".

 

Concordo 100% em que o geocaching não tem de ser ou associar-se a vandalismo, isto é, que existem tantos locais e tantas formas para colocar um cache que realmente não vejo necessidade de "furar" uma árvore, fazer um buraco no chão, etc... como alguém me disse um dia, o único impacto do geocaching na natureza deveriam ser as nossas pegadas!!!!

 

Mas como alguns jogadores não compreendem e não pensam assim, aí vêm as regras... que para mim deveriam ser bastante rígidas, para respeitar a natureza e outros geocachers!

 

Pena que alguns geocachers no brasil estejam mais preocupados com a reputação, numero de caches, etc... do que em fazer o jogo crescer e respeitar os guidelines!

0

Share this post


Link to post

"

Concordo que não devemos fixar nada com pregos/parafusos em árvores, mas em um poste de Eucalipto tratado de 11 metros de altura que dura 30 anos sob a ação do tempo, dizer que um parafuso que penetra 1 cm no poste vai danificá-lo me parece um desconhecimento de como as coisas funcionam no mundo real. "

 

E você sabe como funcionam as coisas no mundo do geocaching? Me parece que não faz a mínima ideia, me desculpe dizer isso assim.

 

Acaba por ser interessante você referir isso aqui, para que todos percebam do que estamos a falar neste tópico.

 

Meu receio é que sua posicao e talvez a de alguns outros, seja traída pela falta de experiência e pela dificuldade em perceber o que é que está por trás de certas regras e qual é a verdadeira função de um revisor.

 

Dois exemplos :

Faz duas ou três semanas recusei uma cache nova aqui em Portugal em que alguém fez um buraco numa obra de arte urbana, feita em madeira, para alojar um cache. Consegue imaginar uma coisa dessas??? Que é que o autor da obra vai pensar? Acha que ele irá gostar de ver isso?

 

Outro dia um compatriota vosso pintou umas setas numa árvore, apontando para o cache, com tinta spray. É um absurdo!

 

Vamos dizer que , OK, nem o buraco nem a tinta realmente danificam os objectos onde foram colocados.

 

Mas me diga uma coisa: Tem alguma necessidade de associar o geocaching com vandalismo??

 

E alguém recem entrado no jogo, encontra uns caches assim, vai achar que não tem problema e vai fazer algo ainda pior. E pode ser pichar as paredes da tua casa. Vai gostar???

 

Ou fazer como outro novato fez, em que escavaram um buraco numa árvore, num terreno privado, sem autorização, um buraco onde cabia uma lata de refrigerante de 33cl?

 

Tem que fazer pedagogia, gente! Tem sempre que Imaginar que o sujeito mais bruto vai encontrar tua cache e vai imitar, mas fazendo ainda pior!

 

Volto à sua cache.

 

Você não leu minha nota de revisão toda , só leu a parte que lhe interessa.

 

Abaixo copio minha nota na cache do styloporteam, em que retirei apenas o que poderia ser "Spoiler". Tirem vossas Conclusões :

 

"Quanto a sua cache, temos aqui um problema, mas que vamos tentar solucionar.

 

O problema:

 

Você colocou parafusos para fixar a estrutura no poste. Ainda que esteja de acordo consigo que aqueles parafusos pequenos não vão danificar um poste daqueles, isso é um mau exemplo:

 

Por um lado, o poste pertence a alguma entidade, seja publico ou privado, que pode não gostar de lá ver coisas espetadas sem autorização.

 

Depois, nem todo o mundo sabe distinguir um parafuso de 1cm de comprimento e 3mm de diâmetro espetado num poste de telefone público, de um prego de 30 cm cravado numa árvore centenária na propriedade de um particular.

 

Daí que não podemos / não devemos aceitar um cache assim. Estou certo que você compreende o porquê.

 

As guidelines em causa são esta " Esconder uma geocache nunca poderá danificar, desfigurar ou destruir propriedade pública ou privada.

As geocaches devem ser colocadas de maneira a que o ambiente envolvente, quer seja natural ou construído pelo homem, fique a salvo de qualquer dano intencional ou não. Nenhum meio deve ser danificado ou alterado para fornecer um esconderijo, uma pista ou quaisquer meios de registar uma geocache encontrada. " e também a parte que diz " (os revisores) podem ter preocupações adicionais que não se encontrem nestas linhas de orientação e que você, como alguém que coloca uma geocache, pode não ter reparado. O revisor pode trazer estas preocupações adicionais à sua atenção e oferecer sugestões para que a geocache possa ser publicada. "

 

A solução:

 

Eu sugiro que você fixe o PVC ao poste por alguma coisa que não "danifique" o poste, ou que possa ser retirado a qualquer momento sem deixar "danos". Por exemplo, com abraçadeiras plásticas ou metálicas. (Veja os links)"

 

Aí tem, problema e sugestão de como fazer correcto.

 

Espero que todos percebam que a questão não é tanto se o poste é danificado, é o mau exemplo que dá e o que pode vir de mal a partir daí.

 

Finalmente, para vossa reflexão:

 

Quero ter políticas regionais que ajudem a que exista um geocaching "saudável" no meu país, ou quero ter políticas regionais que permitam ter meus caches publicados?

 

Olá shubaca.

 

Obrigado pelo retorno. Agradeço a sua atenção, foste bem prestativo com relação a sua posição, me dando diferentes alternativas de soluções possíveis,e sim, eu li todo o conteúdo que você escreveu.

Com relação a este cache, já pensamos em diferentes alternativas para a fixação do mesmo.

 

No entanto, caso tiveres acesso, por favor verifique o parecer que me foi dado com relação ao cache GC6X5WZ.

O meu questionamento partiu com base na avaliação seca de que um cache assim simplesmente não pode ser aprovado.

Enfim, ainda parece-se que este segundo cache não causa dano, mas tudo bem. Há de se coibir a conduta considerada negativa, ou que associa o Geocaching a vandalismo.

Este cache foi feito com base em um que encontrei no Canadá. Daí te pergunto: Lá pode então?

 

Mas enfim, nas duas ocasiões em que tentei trazer esconderijos diferentes dos potinhos pintados fui barrado, por desconhecer como as coisas funcionam no mundo do Geocaching.

 

Enfim, vou voltar aos containeres tradicionais, e não trazer nenhuma surpresa para os cachers que procurarem estes.

 

Concordo sim que um cache não pode causar dano ao patrimônio, mas eu considero capaz de avaliar o que causar dano ou não. Poderia servir de mau exemplo para alguém fazer pior? Sim, sem dúvida. Mas também poderia encorajar outras pessoas a esconderem coisas que fogem dos tradicionais potinhos.

 

Enfim, fica aqui o meu descontentamento com relação à tentativa frustrada de tentar trazer novas modalidades de esconderijo. Vejo tantas ideias legais no Pinterest e Youtube, que infelizmente sei que nunca poderão ser aplicadas aqui, sob esta óptica.

 

Por exemplo, fica a pergunta: Poderia eu esconder uma cache onde a mesma esteja fixada a uma estaca cravada no solo?

 

A minha tentativa de contribuição em relação às políticas regionais para o Brasil viria no sentido de trazermos mais possibilidades de esconderijos/containeres criativos para estimular mais jogadores a participarem. No Brasil não temos tantos sítios históricos como em Portugal, por isso talvez poderíamos ser um pouco mais flexíveis em relação ao o que acontece ali.

 

Além disso, a frequencia de visita de nossas caches é muito menor, dessa forma o potencial impacto que uma cache gera no seu entorno, consequentemente é menor. Nossa maior preocupação quando escondemos ou procuramos uma cache é se não vamos ser assaltados enquanto estamos por aí, coisa que não existe em Portugal.

 

Isso me desencoraja muito a participar, haja visto que a opção de esconder um cache também é voluntária.

 

A minha "escola" de Geocaching foi no Canadá, onde encontreis cerca de 200, embora não tenha aprendido nada. Relembrando as caches que encontre lá sob a ótica das Políticas Regionais de Portugal, pelo menos uma violava os itens 3i, 4a, 4c, e 4d. Não achei caches em palmeiras porque não existem palmeiras no Canadá. Mas enfim, como podem variar tanto as regras de país para país?

 

Enfim, irei adequar o esconderijo desta como você me falou, embora considere que a fixação com o uso de braçadeiras plásticas não irá resultar num resultado tão bom como os parafusos. Em relação à outra que lhe falei, irei eliminar.

 

Para outros caches, não vejo mais sentido em esconder um cache que não seja pelo lugar inusitado, haja visto que fica muito difícil escapar da dualidade potinho pintado/latinha de bala pendurada com ímã.

 

Irei publicar os que já escondi, que não desrespeitam as regras, aqueles que fogem delas irei eliminar sem publicar, e vou procurar fazer alguma ideia de como as coisas funcionam no mundo do Geocaching (tendo em vista que algumas coisas podem num lugar, mas em outro não), mas só quando tiver a oportunidade de viajar para fora do país, pois aqui está cada vez mais difícil.

0

Share this post


Link to post

Ah sim, lembrei agora:

 

GC3ACAK, em Dubai, hoje com 720 Found It e 42 Favoritos, está numa Rotunda que não é dotada de passadeira. Lembrei depois de postar também que, além disso, está numa palmeira.

 

Lá pode tudo então?

 

Só acho que podemos considerar abrir um pouco o leque de possibilidades, visando incentivar o jogo no Brasil, só isso.

Edited by Stylopor Team
0

Share this post


Link to post

"

Concordo que não devemos fixar nada com pregos/parafusos em árvores, mas em um poste de Eucalipto tratado de 11 metros de altura que dura 30 anos sob a ação do tempo, dizer que um parafuso que penetra 1 cm no poste vai danificá-lo me parece um desconhecimento de como as coisas funcionam no mundo real. "

 

E você sabe como funcionam as coisas no mundo do geocaching? Me parece que não faz a mínima ideia, me desculpe dizer isso assim.

 

Acaba por ser interessante você referir isso aqui, para que todos percebam do que estamos a falar neste tópico.

 

Meu receio é que sua posicao e talvez a de alguns outros, seja traída pela falta de experiência e pela dificuldade em perceber o que é que está por trás de certas regras e qual é a verdadeira função de um revisor.

 

Dois exemplos :

Faz duas ou três semanas recusei uma cache nova aqui em Portugal em que alguém fez um buraco numa obra de arte urbana, feita em madeira, para alojar um cache. Consegue imaginar uma coisa dessas??? Que é que o autor da obra vai pensar? Acha que ele irá gostar de ver isso?

 

Outro dia um compatriota vosso pintou umas setas numa árvore, apontando para o cache, com tinta spray. É um absurdo!

 

Vamos dizer que , OK, nem o buraco nem a tinta realmente danificam os objectos onde foram colocados.

 

Mas me diga uma coisa: Tem alguma necessidade de associar o geocaching com vandalismo??

 

E alguém recem entrado no jogo, encontra uns caches assim, vai achar que não tem problema e vai fazer algo ainda pior. E pode ser pichar as paredes da tua casa. Vai gostar???

 

Ou fazer como outro novato fez, em que escavaram um buraco numa árvore, num terreno privado, sem autorização, um buraco onde cabia uma lata de refrigerante de 33cl?

 

Tem que fazer pedagogia, gente! Tem sempre que Imaginar que o sujeito mais bruto vai encontrar tua cache e vai imitar, mas fazendo ainda pior!

 

Volto à sua cache.

 

Você não leu minha nota de revisão toda , só leu a parte que lhe interessa.

 

Abaixo copio minha nota na cache do styloporteam, em que retirei apenas o que poderia ser "Spoiler". Tirem vossas Conclusões :

 

"Quanto a sua cache, temos aqui um problema, mas que vamos tentar solucionar.

 

O problema:

 

Você colocou parafusos para fixar a estrutura no poste. Ainda que esteja de acordo consigo que aqueles parafusos pequenos não vão danificar um poste daqueles, isso é um mau exemplo:

 

Por um lado, o poste pertence a alguma entidade, seja publico ou privado, que pode não gostar de lá ver coisas espetadas sem autorização.

 

Depois, nem todo o mundo sabe distinguir um parafuso de 1cm de comprimento e 3mm de diâmetro espetado num poste de telefone público, de um prego de 30 cm cravado numa árvore centenária na propriedade de um particular.

 

Daí que não podemos / não devemos aceitar um cache assim. Estou certo que você compreende o porquê.

 

As guidelines em causa são esta " Esconder uma geocache nunca poderá danificar, desfigurar ou destruir propriedade pública ou privada.

As geocaches devem ser colocadas de maneira a que o ambiente envolvente, quer seja natural ou construído pelo homem, fique a salvo de qualquer dano intencional ou não. Nenhum meio deve ser danificado ou alterado para fornecer um esconderijo, uma pista ou quaisquer meios de registar uma geocache encontrada. " e também a parte que diz " (os revisores) podem ter preocupações adicionais que não se encontrem nestas linhas de orientação e que você, como alguém que coloca uma geocache, pode não ter reparado. O revisor pode trazer estas preocupações adicionais à sua atenção e oferecer sugestões para que a geocache possa ser publicada. "

 

A solução:

 

Eu sugiro que você fixe o PVC ao poste por alguma coisa que não "danifique" o poste, ou que possa ser retirado a qualquer momento sem deixar "danos". Por exemplo, com abraçadeiras plásticas ou metálicas. (Veja os links)"

 

Aí tem, problema e sugestão de como fazer correcto.

 

Espero que todos percebam que a questão não é tanto se o poste é danificado, é o mau exemplo que dá e o que pode vir de mal a partir daí.

 

Finalmente, para vossa reflexão:

 

Quero ter políticas regionais que ajudem a que exista um geocaching "saudável" no meu país, ou quero ter políticas regionais que permitam ter meus caches publicados?

 

Olá shubaca.

 

Obrigado pelo retorno. Agradeço a sua atenção, foste bem prestativo com relação a sua posição, me dando diferentes alternativas de soluções possíveis,e sim, eu li todo o conteúdo que você escreveu.

Com relação a este cache, já pensamos em diferentes alternativas para a fixação do mesmo.

 

No entanto, caso tiveres acesso, por favor verifique o parecer que me foi dado com relação ao cache GC6X5WZ.

O meu questionamento partiu com base na avaliação seca de que um cache assim simplesmente não pode ser aprovado.

Enfim, ainda parece-se que este segundo cache não causa dano, mas tudo bem. Há de se coibir a conduta considerada negativa, ou que associa o Geocaching a vandalismo.

Este cache foi feito com base em um que encontrei no Canadá. Daí te pergunto: Lá pode então?

 

Mas enfim, nas duas ocasiões em que tentei trazer esconderijos diferentes dos potinhos pintados fui barrado, por desconhecer como as coisas funcionam no mundo do Geocaching.

 

Enfim, vou voltar aos containeres tradicionais, e não trazer nenhuma surpresa para os cachers que procurarem estes.

 

Concordo sim que um cache não pode causar dano ao patrimônio, mas eu considero capaz de avaliar o que causar dano ou não. Poderia servir de mau exemplo para alguém fazer pior? Sim, sem dúvida. Mas também poderia encorajar outras pessoas a esconderem coisas que fogem dos tradicionais potinhos.

 

Enfim, fica aqui o meu descontentamento com relação à tentativa frustrada de tentar trazer novas modalidades de esconderijo. Vejo tantas ideias legais no Pinterest e Youtube, que infelizmente sei que nunca poderão ser aplicadas aqui, sob esta óptica.

 

Por exemplo, fica a pergunta: Poderia eu esconder uma cache onde a mesma esteja fixada a uma estaca cravada no solo?

 

A minha tentativa de contribuição em relação às políticas regionais para o Brasil viria no sentido de trazermos mais possibilidades de esconderijos/containeres criativos para estimular mais jogadores a participarem. No Brasil não temos tantos sítios históricos como em Portugal, por isso talvez poderíamos ser um pouco mais flexíveis em relação ao o que acontece ali.

 

Além disso, a frequencia de visita de nossas caches é muito menor, dessa forma o potencial impacto que uma cache gera no seu entorno, consequentemente é menor. Nossa maior preocupação quando escondemos ou procuramos uma cache é se não vamos ser assaltados enquanto estamos por aí, coisa que não existe em Portugal.

 

Isso me desencoraja muito a participar, haja visto que a opção de esconder um cache também é voluntária.

 

A minha "escola" de Geocaching foi no Canadá, onde encontreis cerca de 200, embora não tenha aprendido nada. Relembrando as caches que encontre lá sob a ótica das Políticas Regionais de Portugal, pelo menos uma violava os itens 3i, 4a, 4c, e 4d. Não achei caches em palmeiras porque não existem palmeiras no Canadá. Mas enfim, como podem variar tanto as regras de país para país?

 

Enfim, irei adequar o esconderijo desta como você me falou, embora considere que a fixação com o uso de braçadeiras plásticas não irá resultar num resultado tão bom como os parafusos. Em relação à outra que lhe falei, irei eliminar.

 

Para outros caches, não vejo mais sentido em esconder um cache que não seja pelo lugar inusitado, haja visto que fica muito difícil escapar da dualidade potinho pintado/latinha de bala pendurada com ímã.

 

Irei publicar os que já escondi, que não desrespeitam as regras, aqueles que fogem delas irei eliminar sem publicar, e vou procurar fazer alguma ideia de como as coisas funcionam no mundo do Geocaching (tendo em vista que algumas coisas podem num lugar, mas em outro não), mas só quando tiver a oportunidade de viajar para fora do país, pois aqui está cada vez mais difícil.

 

Irei alterar as caches para que atendam às guidelines em sua totalidade.

 

Peço desculpas se ofendi alguém. Me incomodou o fato da minha atitude ter sido comparada à de um vândalo, não era isso que eu buscava. Peço desculpas se fui isso que aparentei na escolha de como esconder meus caches.

 

Os problemas com estes caches serão sanados e não voltarão a ocorrer.

 

Agradeço as dicas de solução do problema dadas pelos revisores.

0

Share this post


Link to post

Please sign in to comment

You will be able to leave a comment after signing in



Sign In Now
Sign in to follow this  
Followers 7