Jump to content

Viagem a Marrocos


jasafara
Followers 1

Recommended Posts

Regressado da minha 4ªviagem a Marrocos (1ª como geocacher) mas integrado numa caravana de muggles e fazendo um percurso que era principalmente de 4X4, apenas tive oportunidade de fazer três das actuais 40 caches existentes em Marrocos (as duas de Marakech, uma das quais é a mais recente cache marroquina http://www.geocaching.com/seek/log.aspx?LU...b2-6d4564e4d0df e uma bem no Sul profundo http://www.geocaching.com/seek/log.aspx?LU...26-8d2b533a3061 a cache mais distante de Portugal se não contarmos com a de Dakla no Sahara Ocidental). Não tive assim oportunidade de fazer nenhuma das nove colocadas por portugueses, embora ainda tivesse feito uma tentativa de fazer um FTF numa cache do Monho http://www.geocaching.com/seek/log.aspx?LU...52-3604a1950699.

Apanhei bastante mau tempo em TATA (percursor do que se abateu sobre a Madeira) que nos fez ficar retidos um dia com todos os caminhos alagados, só conseguindo sair de lá porque tinhamos viaturas 4X4. Fiquei assim frustado por não ter feito a que deveria ser a cache que estava num sítio mais espectacular http://www.geocaching.com/seek/log.aspx?LU...a1-7182d973652d.

 

Marrocos é fantástico, especialmente para quem o pode fazer em 4x4. Embora a viagem tivesse sido espectacular, como todas as anteriores, fiquei com pena de ela não me ter dado a oportunidade de fazer mais caches. Lancei assim um desafio ao meu amigo de muitos anos e que costuma organizar estes passeios http://www.hvr.pt. Organizar um passeio com a qualidade que os dele têm, sem descurar a componente 4x4 (pistas e dunas) mas com um percurso organizado em função das caches. Um eventual percurso terá de ser bem estudado, mas numa primeira abordagem acho que numa viagem de 9/10 dias (o que costumamos fazer) seria possível fazer umas 30 caches, das 40 existentes. Ficariam de fora certamente a de Dakla e as duas do Toubkal mas deverá ser possivel organizar um passeio espectacular. Ele poderá organizar uma viagem se houver um mínimo de 20 participantes. Gostava assim de fazer uma primeira avaliação sobre o interesse que poderiam ter em participar numa expedição organizada ás "Caches de Marrocos". Se houver suficientes interessados avanço com uma proposta mais concreta.

Link to comment

Agrada-me bastante a ideia. Já há anos que ando para visitar Marrocos, e um itinerário que misturasse Geocaching com TT e turismo seria mais do que aliciante. Mantém-me informado dos desenvolvimentos :) .

Ok. A ideia que tenho é que há muitos geocachers que têm 4x4 e que nunca fizeram uma viagem a um país aqui tão próximo e que concilia areia e dunas (no sul) com pistas (mais ou menos trialeiras) e ainda tendo uma cadeia de montanhas (ATLAS) com precursos fantásticos.

Claro que não vou de UMM ;) (não sendo impossível tinha de contar com mais dois dias e seria concerteza desconfortável) mas sim de LR Discovery TD5 que não se pode ver na "A minha rua" pois está dentro da garagem <_< .

Link to comment

Eu acho o Land Rover bastante fiável. Também sou fã dos Discovery. Nunca o testei em dunas (eu é mais ribeiras), mas presumo que para uma aventura destas o tivesse que calçar mais apropriadamente. Os Scorpion Zero da Pirelli que uso normalmente têm-se mostrado bastante ineficientes sobretudo em lama.

Link to comment

Eu acho o Land Rover bastante fiável. Também sou fã dos Discovery. Nunca o testei em dunas (eu é mais ribeiras), mas presumo que para uma aventura destas o tivesse que calçar mais apropriadamente. Os Scorpion Zero da Pirelli que uso normalmente têm-se mostrado bastante ineficientes sobretudo em lama.

 

Por falar de ribeiras. Este ano em Marrocos até ribeiras houve (o rio que se vê nas fotos costuma estar seco e concerteza que 24h depois de lá termos passado se não choveu mais já o estaria outra vez) http://picasaweb.google.pt/jasafara/Marrocos2010Ribeiras# . O metido na água gelada sou eu <_<

 

Os Scorpion não serão os mais indicados para um percurso mais complicado. No entanto a dificuldade do percurso poderá ser maior ou menor conforme se desenhe o itenerário.

Link to comment

Não percebi o que se passou ali para ficares atascado. O nível de água está bastante baixo e não me parece que seja suficiente para entrar pelo filtro de ar.

Na última aventura que tive, a água quase cobriu o capot do motor, embora por um periodo de tempo muito curto. Foi um alívio quando me vi em terra firme.

Link to comment

Não percebi o que se passou ali para ficares atascado. O nível de água está bastante baixo e não me parece que seja suficiente para entrar pelo filtro de ar.

Na última aventura que tive, a água quase cobriu o capot do motor, embora por um periodo de tempo muito curto. Foi um alívio quando me vi em terra firme.

 

Realmente a água não estava demasiado alta. O problema é que aquele fundo é de pedras bastante grandes e por azar devo ter ficado com a roda presa. O carro estava a progredir bem e de repente estancou. Depois foi azelhice minha ter deixado o carro ir abaixo. A partir daí os procedimentos de segurança ditam que o carro já não se deve por a trabalhar e só de reboque. Não chegou a entrar água para o filtro de ar, mas em contrapartida fiquei com água até meio das portas <_< . O carro estava tão bem preso que não saiu com cintas (também não forçamos muito e preferimos esperar pelo carro que tinha guincho e que demorou uns 20m pois só atravessou o rio uns 5km acima...) Também em relação ás tuas travessias, acredito que a corrente estaria muito mais forte o que dificulta a progressão (embora o caudal já estivesse a decrescer, viste o que aconteceu aos pontões...).

 

Se tu fazes travessias a vau com água pelo capot e sózinho, qualquer dia tens um azar ;)

Link to comment
Se tu fazes travessias a vau com água pelo capot e sózinho, qualquer dia tens um azar ;)

Foi mesmo uma questão de medidas mal tiradas. Normalmente tendo a não arriscar em demasia, mas pelo sim pelo não, ando sempre com o número de telefone do VSérgios religiosamente guardado. Qualquer dia ainda o acordo a meio da noite para me ír desatascar lá para Bragança <_<

Link to comment

Já agora aproveito para deixar mais uma informação aos possuidores de veículos LR.

 

A minha caravana era de muggles mas ia lá um elemento que já conhecia o jogo e que até me deu a conhecer uma iniciativa paralela inspirada no geocaching.com mas dinamizada pela Legião Land-Rover. [LegioCaching]. Têm caches virtuais, colocadas em Portugal, Espanha e Marrocos. Algumas possivelmente estão muito próximas de caches reais (hei-de fazer essa análise....). São muito pobrezinhas na descrição, tendo apenas as coordenadas e as perguntas para validar a presença. No entanto podem estar em sítios muito giros. Por exemplo em Marrocos estive numa que corresponde à carcaça de um Série 3 (a 3km de uma cache real que loguei [SaltySailor])

Link to comment
A minha caravana era de muggles mas ia lá um elemento que já conhecia o jogo e que até me deu a conhecer uma iniciativa paralela inspirada no geocaching.com mas dinamizada pela Legião Land-Rover. [LegioCaching]. Têm caches virtuais, colocadas em Portugal, Espanha e Marrocos.

Já conhecia, mas nunca senti necessidade de aderir uma vez que o Geocaching já me proporciona suficiente satisfação TT. Raras são as jornadas de Geocaching que fazemos em que o Land Rover não tem que passar por uma sessão intensiva do Elefante Azul <_<

Link to comment

[quote name='prodrive' ...Raras são as jornadas de Geocaching que fazemos em que o Land Rover não tem que passar por uma sessão intensiva do Elefante Azul ;)

 

O teu Discovery 3 prodrive%20LR.jpgdeve ser dos poucos veículos 4X4 vendidos em Portugal após 2000 (e do grande aumento de preço que houve pelo aumento do IA) que faz algum TT a sério. A maioria dos possuidores dos mesmos, se fizer um caminhozinho de terra, com umas pedrinhas pelo caminho já fica contente. Raspá-lo um pouco das silvas ou fazer um caminho um pouco mais trialeiro está fora de questão <_<

Link to comment

Acredita que pelos trilhos por onde andamos raramente nos cruzamos com outros jipes. Volta e meia cruzamo-nos com umas pick-ups dos agricultores e vigilantes do gado e pouco mais.

 

Quanto aos riscos, o mais difícil é o primeiro. Nos primeiros meses em que o tive estava sempre ansioso que se riscasse e por mais apertos em que o metesse, a tinta resistia sempre.

 

Num daquelas trilhos complicados e cheios de lama, finalmente consegui com que uns arbustos bem fortes lhe deixassem umas ligeiras marcas. A partir daí deixei de me preocupar evitando obviamente que a chapa fique deformada.

 

Actualmente tem tantos riscos que já parece um código de barras, pelo que o desfruto em toda a sua plenitude dentro das minhas limitações e com respeito pelos ecossistemas, embora haja quem queira fazer crer o contrário :laughing:

Link to comment

Acredita que pelos trilhos por onde andamos raramente nos cruzamos com outros jipes. Volta e meia cruzamo-nos com umas pick-ups dos agricultores e vigilantes do gado e pouco mais.

 

Quanto aos riscos, o mais difícil é o primeiro. Nos primeiros meses em que o tive estava sempre ansioso que se riscasse e por mais apertos em que o metesse, a tinta resistia sempre.

 

Num daquelas trilhos complicados e cheios de lama, finalmente consegui com que uns arbustos bem fortes lhe deixassem umas ligeiras marcas. A partir daí deixei de me preocupar evitando obviamente que a chapa fique deformada.

 

Actualmente tem tantos riscos que já parece um código de barras, pelo que o desfruto em toda a sua plenitude dentro das minhas limitações e com respeito pelos ecossistemas, embora haja quem queira fazer crer o contrário :laughing:

 

ah, e em cima não se vê, portanto não há problema! :laughing:

Link to comment
Se tu fazes travessias a vau com água pelo capot e sózinho, qualquer dia tens um azar :)

Foi mesmo uma questão de medidas mal tiradas. Normalmente tendo a não arriscar em demasia, mas pelo sim pelo não, ando sempre com o número de telefone do VSérgios religiosamente guardado. Qualquer dia ainda o acordo a meio da noite para me ír desatascar lá para Bragança B)

 

Isso é que era. Mas tenho que comprar um guincho!

 

Marrocos TT e caches e tal.... Era bem pensado!

Link to comment

 

Isso é que era. Mas tenho que comprar um guincho!

 

Marrocos TT e caches e tal.... Era bem pensado!

 

Se for caso disso e se chegar a organizar um GeoMarrocos 2010, também se arranjam uns atascanços para animar a malta :D Desta vez fui sem guicho, embora já tenha um parachoques preparado, mas para a próxima já vou com o guicho transferido do UMM. :D

Edited by jasafara
Link to comment

Quase nas vésperas na partida para mais uma viagem, convido-os a viajar e cachar virtualmente por Marrocos. Para isso só tem de fazer a cache com que espero despertar ainda mais o vosso interesse por Marrocos.

 

Vou dar uma vista de olhos, embora prefira uma viagem real. Por falar nisso, sempre se mantém os planos para a viagem de junho?

Link to comment

Vou dar uma vista de olhos, embora prefira uma viagem real. Por falar nisso, sempre se mantém os planos para a viagem de junho?

Quando voltar dos Balcãs (dia 11 de Abril) retomo o assunto e contacto todos os eventuais interessados para ver se se chega a um acordo para Junho (data mais próxima) ou para outra data (sendo certo que não vou lá em Agosto como os corajosos participantes do Tour “Um chá no deserto” :) ). As temperaturas de Marrocos em Julho e Agosto até podem ser relativamente suportáveis para nos (em comparação por exemplo com o Alentejo...) mas para as máquinas não são muito aconselháveis (especialmente em TT e areia...)

Edited by jasafara
Link to comment

Quase nas vésperas na partida para mais uma viagem, convido-os a viajar e cachar virtualmente por Marrocos. Para isso só tem de fazer a cache com que espero despertar ainda mais o vosso interesse por Marrocos.

Já aviei o enigma e se não estivesse há 17 dias no estaleiro, já tinha ido ao Ground Zero saborear um pouco de Marrocos. Está na lista de prioridades assim que eu seja reactivado B)

Link to comment

Já aviei o enigma e se não estivesse há 17 dias no estaleiro, já tinha ido ao Ground Zero saborear um pouco de Marrocos. Está na lista de prioridades assim que eu seja reactivado :laughing:

 

Regressado hoje de um recorde pessoal realmente mais agradável (nº de caches feitas fora de Portugal) ;)

constato que felizmente o estaleiro já passou... Além de ficar a aguardar a tua visita (e esperando que a viagem virtual tenha ajudado a passar o tempo...) fiquei curioso por ir a Santos fazer uma cache com chancela patenteada "A minha rua" ;)

Link to comment

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.
Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
Followers 1
×
×
  • Create New...