Jump to content

De visita à Holanda no Carnaval


bgravato
Followers 1

Recommended Posts

No carnaval vou 3/4 dias até à Holanda. Aterro em Eindhoven (onde devo ficar umas horas) e depois sigo de comboio para Roterdão, onde vou ficar o resto da estadia. Espero também conseguir visitar Amesterdão, por um dia.

 

Para quem já lá esteve, alguma sugestão de caches/sítios para visitar?

 

Vou tentar levar/trazer alguns TBs também, se alguém tiver algum em particular que queira que vá passear até à Holanda posso ver se consigo apanhá-lo e levar B)

Link to comment

Da breve pesquisa que fiz, nas coordenadas junto ao local onde vou ficar, o que reparei foi que a maioria das páginas das caches estão só em holandês ;)

Para aí em 8 que vi só 1 tinha texto em inglês também... Parece que os holandeses ainda são piores que nós no que toca a traduzir o texto nas páginas das caches...

Link to comment

Da breve pesquisa que fiz, nas coordenadas junto ao local onde vou ficar, o que reparei foi que a maioria das páginas das caches estão só em holandês :P

Para aí em 8 que vi só 1 tinha texto em inglês também... Parece que os holandeses ainda são piores que nós no que toca a traduzir o texto nas páginas das caches...

 

Nós até nem somos maus a traduzir o texto das caches. Ao pé dos espanhóis e dos alemães, somos muito melhores.

 

Existem geocachers que ainda não perceberam que isto é um jogo global e que com as traduções feitas poderão estar a alargar o leque de potenciais jogadores e que poderão (caso seja o caso) estar a divulgar de uma forma curiosa a motivação, a história e a tradição do local.

 

De qualquer forma, até ao Carnaval ainda tens tempo para fazer algum trabalho de casa. Tenta utilizar o Google para traduzir a página e alguns logs, onde encontrarás informação preciosa para encontrar a cache. Tira notas. Faz uma lista de caches e de palavras-chave que te possam ajudar na busca (e os atributos, se existem caches por perto, como são os transportes para lá, as considerações gerais do owner, a pista, a dificuldade, o tempo previsto de execução e o terreno). Cria uma regra de notificação para eventuais caches novas que aparecam por ali no meio. Contacta os owners, sempre - e não apenas em caso de necessidade - a dizer que vais visitar, que planeias ir à(s) caches(s) dele e se ele recomenda alguma coisa de especial. Não tentes recolher a informação de _todas_ as caches no raio de 10Km, a probabilidade de não as conseguires fazer todas é grande. Evita as mistery e as multi (a probabilidade de serem longas e inadequadas para alguém assim de passagem e/ou a barreira linguística pode-te causar algumas surpresas na descodificação e durante a procura).

 

Boa viagem

Link to comment

Obrigado pelas dicas. Vão de encontro àquilo que eu já tinha em mente...

 

Raramente vou a multis quando estou com o tempo contado...

 

Também coloquei um post no forum holandês aqui e já tive algumas respostas. É malta simpática :D

 

Bom dia,

 

Estivemos há alguns dias atrás a fazer as caches de Amesterdão. Ficamo-nos pelas tradicionais, webcams, virtuais e EC, uma vez que os textos vêm todos em Holandês.

Para isso, precisas de um dia ou dois no máximo. Mas nós tb apostamos mais no turismo que no geocaching.

 

Sugestões:

- Levar as hints já traduzidas.

- Comprar tickets de 2/3 dias que te permitem andar dentro da cidade em todos os meios de transporte. O bilhete de 1 dia custa 6 euros o de 2 dias, 11 euros. Õ estacionamento/hora de uma viatura custa 5€. Por isso, faz as contas. :D

- Máquina fotográfica para os logs de algumas virtuais e EC

- Programar as caches a partir do plano das linhas dos "electricos", assim, é só entrar e sair nas paragens certas. Evitas de ter de andar para a frente para trás á procura no nº do autocarro certo.

 

O Drager adorou o Red light District. Vai-se lá saber porquê?! :)

Os museus tb são porreiros mas as entradas são extremamente caras. No caso, da casa de Ann Frank, a fila era de 2 horas.

 

Alojamentos: os stayoks são porreiros.

 

Quanto ao resto... Boa viagem! :ph34r:

Link to comment

Nós alojamento temos gratuito em Roterdão, por isso, vamos ficar por lá.

 

Também espero ir visitar o Red Light District :D Mas vou ser o único homem no meio de 4 mulheres... não sei se vou ter muita sorte :) Tenho de ver se arranjo maneira de as enganar e as levar para lá ehehe :ph34r:

 

Museus gostavamos de ir visitar o Van Gogh. Como vamos durante a semana, espero que não haja tanta confusão...

 

Somos só 2 geocachers em 5 pessoas, por isso, provavelmente, também não vai dar para fazer muitas caches, mas como me incumbiram a mim de pesquisar os pontos de interesse e traçar as rotas de passeio, vou tentar "puxar a brasa à minha sardinha" :D

Link to comment

1) Andava a pensar ir à Holanda nos últimos dias de Maio mas depois de ver o clima tipo desisti. Fui esprreitar o tempo nessa altura no ano passado... chuva e mais chuva. Há dois anos, idem. Há três anos, idem. Já escrevi ao meu amigo de Amesterdão a dizer "obrigadinho pela disponibilidade mas deixa lá estar".

 

2) As caches em Amesterdão parecem ser um bocado pobrezinhas.

 

3) Os tipos mais irritantes, falcatrueiros, aldrabões, batoteiros que já encontrei no mundo do Geocaching foram quase todos eles holandeses. A incidência de holandeses nos casos que já tive de enfrentar com as minhas caches no Algarve é uma coisa parva. A criação de caches apenas em holandês é aliás um reflexo do baixo nível humano dos Geocachers na Holanda. Estamos a falar de um pequeno país com uma pequena língua, onde a educação aparenta ser esmerada. Ou seja, do cenário onde se esperaria a criação de versões internacionais de forma generalizada. Não estamos a falar dos chauvinistas franceses ou alemães, nem dos ignorantes portugueses.

 

4) Quanto à questão da língua, cada vez mais se está a caminhar nesse sentido, com o beneplácito e encorajamento da Grounspeak, que pressente o cheiro de dólares a grande distância e já imagina que se criar condições para que todos os tótós de cada país possam fazer Geocaching, a vinda de dinheirinho deve aumentar.

Edited by Torgut
Link to comment

Quase uma semana depois da minha passagem pela holanda já posso fazer o balanço da viagem.

 

A viagem em si foi muito interessante, mas com muito pouco tempo para ver muita coisa... E como era o único a querer fazer geocaching no meio de 5 pessoas... bom... não deu para muito... Apenas tive oportunidade de ir procurar 3 caches, das quais encontrei apenas uma, em Delft, sítio que gostei bastante de visitar e que recomendo.

 

Procurei uma cache no Vondelpark de Amesterdão, mas infelizmente já era de noite quando lá chegamos e sem luz e com 4 mulheres a queixarem-se do frio e que estavam cansadas... tive que desistir das buscas.

 

A que tive mais pena de não encontrar foi o TB-hotel do aeroporto de eindhoven, mas também já era de noite quando lá cheguei e tinha muito pouco tempo antes do avião partir, com o sinal do gps fraco no meio do arvoredo e mais uma vez quase sem luz tive que trazer de volta o TB que tinha levado.

 

Apenas tive sucesso com a cache de Delft, escondida no jardim da casa dos pais do owner (com permissão). Como não tinha certeza se era aquela a casa, achei por bem tocar à campainha primeiro antes de remexer em propriedade alheia... fui recebido prontamente por uma senhora muito simpatica que me apontou na direcção certa. Aproveitei para deixar aqui o meu primeiro TB.

 

Fiz também uma visita rápida a Antuérpia, mas como não estava nos planos ir lá, não fiz o trabalho de casa e não tinha as coordenadas de nenhuma cache lá.

 

Fevereiro, estatisticamente, é o mês com menos chuva e de facto, a única chuva que apanhei foram uns aguaceiros ligeiros em eindhoven no dia de regresso. No entanto, apanhamos alguma neve... E muito frio claro... com temperaturas entre os -6ºC e os 2ºC. Pessoalmente prefiro que esteja a nevar do que a chover... Além de ser mais bonito (subjectivo claro) não molha tanto... E claro... dá sempre para fazer umas batalhas de bolas de neve! :(

 

Fiquei com vontade de voltar. Só um dia em Amesterdão é muito pouco e não deu para ver quase nada... Do pouco que vi recomendo a Biblioteca, ao lado da Centraal Station. E é um bom sitio também para fazer uma refeição ligeira no restaurante self-service do 7º andar com vista panorâmica sobre a cidade.

 

Delft é uma cidade pequena, que se vê em pouco tempo, mas acho que vale a pena a visita. As catedrais são imponentes e a cidade tem um ar muito acolhedor, parece quase que viajámos no tempo (para quem não sabe foi aqui que filmaram parte do filme "Rapariga com brinco de pérola").

 

Antuérpia é o sítio de eleição para quem gosta de ir às compras e percebe-se porquê quando se sai da estação de comboios (que é lindíssima) e se percorre aquela avenida cheia de lojas até perder de vista...

Para os apreciadores de cerveja também não faltam cervejarias acolhedoras para provar as inúmeras variedades de cerveja belga...

E ainda tivemos a oportunidade de acidentalmente passarmos por um local de filmagens... não sabemos bem de quê... talvez um novo filme belga?

 

Apesar de ter sido um fiasco em termos de caches, acho que valeu bem a pena a viagem e ficou a vontade de voltar...

Link to comment

Yeah, quando falaste em Delft lembrei-me logo de Johannes Vermeer e da produção do filme que conta parte da sua vida. Yeah... geralmente para estes lados do mundo os meses de Inverno são ironicamente os menos chuvosos, mas pelo que disseste: se está frio não chove, neva. E de facto, para mim, neve pode cair à vontade. O problema é que Amesterdão leva a corrente de ar do oceano, e quado lá estão -5, isso é mesmo um frio do catano, ao contrário de -10 em Praga, onde nunca faz vento e a humidade é reduzida.

 

Antuérpia. Durante anos ouvi falar mal de Bruxelas e bem de Antuérpia. Mas agora que esou de viagem marcada para a Bélgica, e depois de estudar com mais atenção ambas as cidades, acabei por me decidir por dois dias em Bruxelas, uma vez que vou de Luxemburgo e parto de Charlesroi e ainda faz diferença na despesa, que os transportes são caros.

Link to comment

1) Andava a pensar ir à Holanda nos últimos dias de Maio mas depois de ver o clima tipo desisti. Fui esprreitar o tempo nessa altura no ano passado... chuva e mais chuva. Há dois anos, idem. Há três anos, idem. Já escrevi ao meu amigo de Amesterdão a dizer "obrigadinho pela disponibilidade mas deixa lá estar".

 

Tens é medo do frio! Olha, há uns anos atrás estive lá a passar uns dias em Maio e a minha namorada de então que é uma friorenta não se queixou, mas também estava muito bem acompanhada :(

 

Agora uma boa dica para deslocações em Amesterdão, aluga uma bicicleta e faz como eles.

 

Quanto a museus, visita o máximo que puderes é isso juntamente com o red light district que vale a pena.

 

Não te posso ajudar nas caches, nunca lá fui desde que jogo geocaching, mas se calhar tens lá coisa boa, não será de todo descabido ver quem são os geocachers mais activos da zona e enviar um mail e pedir sugestões.

Link to comment

1) Andava a pensar ir à Holanda nos últimos dias de Maio mas depois de ver o clima tipo desisti. Fui esprreitar o tempo nessa altura no ano passado... chuva e mais chuva. Há dois anos, idem. Há três anos, idem. Já escrevi ao meu amigo de Amesterdão a dizer "obrigadinho pela disponibilidade mas deixa lá estar".

 

Tens é medo do frio! Olha, há uns anos atrás estive lá a passar uns dias em Maio e a minha namorada de então que é uma friorenta não se queixou, mas também estava muito bem acompanhada :blink:

 

Agora uma boa dica para deslocações em Amesterdão, aluga uma bicicleta e faz como eles.

 

Quanto a museus, visita o máximo que puderes é isso juntamente com o red light district que vale a pena.

 

Não te posso ajudar nas caches, nunca lá fui desde que jogo geocaching, mas se calhar tens lá coisa boa, não será de todo descabido ver quem são os geocachers mais activos da zona e enviar um mail e pedir sugestões.

 

Oi Paulo,

 

Como disse as caches em Amesterdão são poucas e pobres. De facto, como sabes, o que mais tenho é medo de frio. Ainda ontem por esta hora estava a fumar um cigarrinho numa varanda, com um termómetro a dizer -5. Ah e estava descalço, de calções e tshirt. É este o medo que tenho de frio LOL. Agora chuva é que estraga tudo. E dias nebulados estragam a fotografia :-)

 

Eh eheh museus não. Não uso. Não gosto de museus, e para estar indoors a ter experiências artificiais bem posso ficar a ver filmes em casa. Andar é que é, de manhã à noite. Anyway, como disse já arquivei a ideia. Por essa altura estou a pensar em ir a Grécia - Turquia ou Ucrânia.

Link to comment

1) Andava a pensar ir à Holanda nos últimos dias de Maio mas depois de ver o clima tipo desisti. Fui esprreitar o tempo nessa altura no ano passado... chuva e mais chuva. Há dois anos, idem. Há três anos, idem. Já escrevi ao meu amigo de Amesterdão a dizer "obrigadinho pela disponibilidade mas deixa lá estar".

 

Tens é medo do frio! Olha, há uns anos atrás estive lá a passar uns dias em Maio e a minha namorada de então que é uma friorenta não se queixou, mas também estava muito bem acompanhada :blink:

 

Agora uma boa dica para deslocações em Amesterdão, aluga uma bicicleta e faz como eles.

 

Quanto a museus, visita o máximo que puderes é isso juntamente com o red light district que vale a pena.

 

Não te posso ajudar nas caches, nunca lá fui desde que jogo geocaching, mas se calhar tens lá coisa boa, não será de todo descabido ver quem são os geocachers mais activos da zona e enviar um mail e pedir sugestões.

 

Oi Paulo,

 

Como disse as caches em Amesterdão são poucas e pobres. De facto, como sabes, o que mais tenho é medo de frio. Ainda ontem por esta hora estava a fumar um cigarrinho numa varanda, com um termómetro a dizer -5. Ah e estava descalço, de calções e tshirt. É este o medo que tenho de frio LOL. Agora chuva é que estraga tudo. E dias nebulados estragam a fotografia :-)

 

Eh eheh museus não. Não uso. Não gosto de museus, e para estar indoors a ter experiências artificiais bem posso ficar a ver filmes em casa. Andar é que é, de manhã à noite. Anyway, como disse já arquivei a ideia. Por essa altura estou a pensar em ir a Grécia - Turquia ou Ucrânia.

 

Esses são de facto locais bem mais quentes e bastante interessantes, por acaso convidaram-me para ir à Turquia este ano, quem sabe se não aceito se bem que eu sou mais viagens de longo curso.

Edited by kidloco
Link to comment

No dia que fui a Amesterdão estava, de facto, uma humidade bastante elevada... E por vezes tb vinha um ventinho fresco, especialmente a atravessar as pontes (houve um dia a atravessar a ponte Erasmus em Roterdão, que estava um vento de cortar à faca), mas depois do primeiro dia uma pessoa habitua-se... Andava sempre bem agasalhado (casaco de penas, gorro, calças em tecido polar por baixo das calças de ganga), só senti frio nos pés e na ponta do nariz. Quando apetecia aquecer um pouco bastava entrar numa loja ou café por momentos.

 

O Red Light District pelo que ouvi e vi parece que está em vias de extinção, por isso, se querem ver o pouco que ainda resta dele, é melhor despacharem-se...

 

Museus só vi o Van Gogh, cuja entrada não é nada meiga (14 euros), mas para quem gosta de pintura, acho que deve valer a pena.

 

Para quem gosta de caminhar, nada como fazer o Vondelpark de uma ponta à outra :D mas de preferência de dia... que de noite não se vê grande coisa... No verão a paisagem tb deve ser menos... branca! :blink:

Link to comment

Não te posso ajudar nas caches, nunca lá fui desde que jogo geocaching, mas se calhar tens lá coisa boa, não será de todo descabido ver quem são os geocachers mais activos da zona e enviar um mail e pedir sugestões.

 

Eu coloquei um post no forum holandês a pedir sugestões de caches... Surgiram algumas, mas nada que me despertasse a atenção em especial...

 

Uma cache que gostava de ter feito, fica debaixo de uma ponte, perto da casa da Ann Frank, mas era preciso ir de barco, ou bicicleta aquática para chegar até ela... e com os canais parcialmente congelados... não estava muito propicio para se navegar por lá... :blink:

Edited by bgravato
Link to comment

Obrigado pelo feed-back! Apesar de terem sido pouquinhas caches foi agradável ler algumas dicas e sugestões. Embora conheça relativamente bem Amesterdão, visitei a cidade antes do Geocaching, pelo que toda a informação é bem vinda.

 

Estou a pensar lá voltar novamente, se não for este ano, eventualmente no próximo.

Link to comment

 

Uma cache que gostava de ter feito, fica debaixo de uma ponte, perto da casa da Ann Frank, mas era preciso ir de barco, ou bicicleta aquática para chegar até ela... e com os canais parcialmente congelados... não estava muito propicio para se navegar por lá... <_<

 

Já tinha reparado nessa. Para mim, quando for lá, cai que nem ginjas, porquer ficarei em casa de um amigo meu à beira do museu Ann Frank que é... capitão de barcos dos canais, e para além disso tem o seu barco pessoal.

 

Esses são de facto locais bem mais quentes e bastante interessantes, por acaso convidaram-me para ir à Turquia este ano, quem sabe se não aceito se bem que eu sou mais viagens de longo curso.

 

Então escuta lá esta que estou a preparar para Outubro: arrancar de Kiev, chegar a Odessa, cruzar a fronteira para a Moldávia. Depois vir andando (depois logo se vê como mas certamente não em carro próprio), via Roménia, Bulgária, Sérvia, Croácia... e voilá, back home em Praga. Ainda estou a ponderar quanto tempo deverei atribuir a este projecto... 2, 3 ou 4 semanas?

Link to comment

Pode servir como indicação: No ano passado em 10 dias viajámos Lisboa -> Milão (de avião) e depois seguimos de carro pela Eslovénia, descemos toda a costa da Croácia (desde Pula até Dubrovnik) com algumas incursões pelo interior aos Parques Naturais de Plitvitce Lakes e Krka, entrámos Montenegro dentro até Kotor, atravessámos toda a Bósnia na vertical passando por Mostar, ficámos 2 dias em Sarajevo, seguimos para Zagreb, Ljubliana e regressámos a Milão (depois de um magnífico jantar em Veneza) onde apanhámos o avião de regresso a Lisboa.

 

Percorremos cerca de 3.500 kilómetros, nas calmas, ainda tivémos oportunidade de encontrar 36 caches, e fotos sem conta. Beleza!

Link to comment

Pode servir como indicação: No ano passado em 10 dias viajámos Lisboa -> Milão (de avião) e depois seguimos de carro pela Eslovénia, descemos toda a costa da Croácia (desde Pula até Dubrovnik) com algumas incursões pelo interior aos Parques Naturais de Plitvitce Lakes e Krka, entrámos Montenegro dentro até Kotor, atravessámos toda a Bósnia na vertical passando por Mostar, ficámos 2 dias em Sarajevo, seguimos para Zagreb, Ljubliana e regressámos a Milão (depois de um magnífico jantar em Veneza) onde apanhámos o avião de regresso a Lisboa.

 

Percorremos cerca de 3.500 kilómetros, nas calmas, ainda tivémos oportunidade de encontrar 36 caches, e fotos sem conta. Beleza!

 

Um grande percurso, mais ou menos como o que estou a preparar para a Páscoa.

Link to comment

Eu também tenho ideias de fazer uma "road trip" pela europa um dia destes... Gostava que fosse este ano mas ainda não sei... O ideal seria irmos 4 pessoas, mas vai ser difícil conciliar datas, visto ser uma viagem longa...

 

O meu plano é durar pelo menos 2 semanas, partir de carro de Portugal, ir até Itália e voltar.

Estava a pensar fazer 5-6 dias para lá e outros tantos para cá, e ficar 3/4 dias em Itália... (a ideia de ir a Itália aqui é ir visitar uma das minhas melhores amigas que de momento está lá viver, +/- perto de Perugia, por isso, pretendo ficar lá alguns dias antes do regresso).

 

Numa das viagens a ideia seria ir por Madrid, Valência, Barcelona, sul de França, costa oeste de Itália. Na outra seria fazer o norte de espanha (Corunha, Asturias, San Sebastien), em França passar por Bordeus e Lyon, em Itália, Milão, etc. Eventualmente passar na Suiça de "raspão" se houver tempo.

 

Alguns dos sitios tem motivos particulares para ser visitados, seja porque conheço pessoas lá e poderei ter alojamento à borlix (Madrid, Barcelona e possivelmente Lyon, se uma certa e determinada pessoa que tem lá família me acompanhar na viagem <_<), ou porque tenho algum outro interesse pessoal em visitar (como é o caso de Valência, que quero ir lá visitar uma fábrica de guitarras).

 

Uma versão mais curta seria fazer só Espanha... nem que seja só ir às Asturias 1 semana e voltar ;) A ver vamos...

Link to comment

17 dias foi o tempo que demorei a fazer a minha viagem de sonho, já lá vão uns 15 anos.

 

Lisboa, Andorra, Lyon, Geneve, Lucerne, Lausanne, Liechenstein, Munique, Insbruck, Salzburgo, Vienna, Brno, Bratislava, Gyor, Graz, Veneza, Ravenna, Pisa, Portofino, Génova, Turim, Mónaco, Nice, Saint-Tropez, Marselha, Perpignan, Andorra, Madrid, Badajoz, Lisboa. Só não entrámos pela ex-Jugoslávia a dentro porque estava em plena guerra...

 

8.500 kilómetros numa VW Passat, o que dá uma média de 500 kilómetros por dia. Se retirares a 1ª e a última tirada que foram de 1.000 kilómetros com paragens apenas para reabastecimento e alimentação, ficas com 6.500 kilómetros em 15 dias, o que equivale a pouco mais de 400 kilómetros por dia (cerca de 3 horas das 16 que o dia te proporcina).

 

Não contes ver tudo o que há para ver, mas há tempo suficiente para visitas a monumentos e museus, vistas deslumbrantes, pic-nics, praia, compras e até Geocaching se na altura existisse.

 

Estou com vontade de repetir, mas agora ao Norte da Europa: Belgica, Luxemburgo, Holanda, Dinamarca, Noruega e Suécia.

 

So many places, so little time <_<

Link to comment

17 dias foi o tempo que demorei a fazer a minha viagem de sonho, já lá vão uns 15 anos.

 

Lisboa, Andorra, Lyon, Geneve, Lucerne, Lausanne, Liechenstein, Munique, Insbruck, Salzburgo, Vienna, Brno, Bratislava, Gyor, Graz, Veneza, Ravenna, Pisa, Portofino, Génova, Turim, Mónaco, Nice, Saint-Tropez, Marselha, Perpignan, Andorra, Madrid, Badajoz, Lisboa. Só não entrámos pela ex-Jugoslávia a dentro porque estava em plena guerra...

 

8.500 kilómetros numa VW Passat, o que dá uma média de 500 kilómetros por dia. Se retirares a 1ª e a última tirada que foram de 1.000 kilómetros com paragens apenas para reabastecimento e alimentação, ficas com 6.500 kilómetros em 15 dias, o que equivale a pouco mais de 400 kilómetros por dia (cerca de 3 horas das 16 que o dia te proporcina).

 

Não contes ver tudo o que há para ver, mas há tempo suficiente para visitas a monumentos e museus, vistas deslumbrantes, pic-nics, praia, compras e até Geocaching se na altura existisse.

 

Estou com vontade de repetir, mas agora ao Norte da Europa: Belgica, Luxemburgo, Holanda, Dinamarca, Noruega e Suécia.

 

So many places, so little time :laughing:

 

Ah pois. E andar em sentidos contrários em Brno, depois dá "přoblem" não é? Mas explica lá essa ideia... Bélgica, Luxemburgo, Holanda... andas a sentir falta de auto-estradas e monstros de betão, ruas todas betinhas e restaurantes com selo de qualidade ASAE, é? Quanto ao que tu queres da Dinamarca sei eu, mas eu chego lá primeiro :-P

Link to comment
Ah pois. E andar em sentidos contrários em Brno, depois dá "přoblem" não é? Mas explica lá essa ideia... Bélgica, Luxemburgo, Holanda... andas a sentir falta de auto-estradas e monstros de betão, ruas todas betinhas e restaurantes com selo de qualidade ASAE, é? Quanto ao que tu queres da Dinamarca sei eu, mas eu chego lá primeiro :-P

Brno foi mesmo um dos pontos altos da viagem, e nem foi preciso visitar um museu ou monumento de elite, apreciar uma paisagem deslumbrante ou viver uma aventura cheia de adrenalina, apenas uma negociação com um polícia em checo :D .

 

A Bélgica (Ghent + Brugges + Antwerp), Luxemburgo (Castelo de Vianden) e a Holanda (Amesterdão) foram os hilights de outras férias memoráveis de 10 dias que fiz em casa do namorado de uma amiga que esteve um semestre a estudar em Bruxelas e que criou por lá fortes laços. São sítios que apesar de conhecer bastante bem gostaria de os partilhar também com o Júnior.

 

A Dinamarca não conheço e apesar da Legoland e da Pequena Sereia não me dizerem praticamente nada, tenho visto algumas paisagens deslumbrantes que me cativam bastante. E não, não me atrai minimamente perder uma manhã ou um dia na Dinamarca a fazer um powertrail de 100 caches, só para os números. Já cá em Portugal, marchava que nem ginjas :lol: .

 

Noruega e Suécia são fascínios de adolescência e quando os visitar gostaria de ter bastante tempo para os poder explorar convenientemente.

Link to comment

Acabei de marcar a viagem (avião + aluguer de carro) para Milão de 1 a 11 de Abril. O voo fora da Páscoa seria bem mais barato, mas quem tem crianças tem de se adaptar ás férias escolares...

A viagem que já estava mais ou menos planeada mentalmente seguirá mais ou menos o percurso referido pelo prodrive :D

Será uma agradável coincidência (só verificada depois) que vá poder participar no primeiro evento realizado em Veneza. GeoVenezia: il Veneto nella Laguna.

 

Nas minhas primeiras pesquisas de preparação, também encontrei Geo Cevapcici Reload [sarajevo]. Esta não poderei fazer :D , mas não deixarei de procurar as Latin Bridge [sarajevo] e Sarajevo National Library :D

Link to comment

Acabei de marcar a viagem (avião + aluguer de carro) para Milão de 1 a 11 de Abril. O voo fora da Páscoa seria bem mais barato, mas quem tem crianças tem de se adaptar ás férias escolares...

A viagem que já estava mais ou menos planeada mentalmente seguirá mais ou menos o percurso referido pelo prodrive :laughing:

Será uma agradável coincidência (só verificada depois) que vá poder participar no primeiro evento realizado em Veneza. GeoVenezia: il Veneto nella Laguna.

 

Nas minhas primeiras pesquisas de preparação, também encontrei Geo Cevapcici Reload [sarajevo]. Esta não poderei fazer :laughing: , mas não deixarei de procurar as Latin Bridge [sarajevo] e Sarajevo National Library :laughing:

Ena, grande pinta!! Faz boa viagem e muita atenção às inúmeras brigadas de controle de velocidade. Quando fores a 50 kms/h e te aparecer um sinal a proíbir circular a mais de 30 kms/h é mesmo para cumprir pois é aí que eles vão estar :laughing:

 

Fomos multados na Croácia numa via rápida em que se podia circular a 110 kms/h e nós íamos a 91 Kms/h, mas no ponto em que fomos controlados havia uma tabuleta a indicar a velocidade máxima de 80 kms/h :anibad: . O mais admirável disto tudo, é que na altura ainda não tínhamos Kunas (moeda local) e tivémos que seguir o carro da polícia até ao multibanco do centro da cidade mais próxima, tendo para isso que infrigir 3 regras de trânsito bem mais graves como:

 

- Inversão de marcha na via rápida, de noite, numa curva apertada mesmo por cima dum traço contínuo;

- Ignorar um stop;

- Circular dentro da cidade a 80 kms/h ignorando tabuletas a proíbir a circulação a mais de 50 kms/h.

 

Em Montenegro fomos controlados a 51 kms/h numa estrada que só podíamos circular a 50 kms/h, onde nos apareceu uma tabuleta de proíbição de circulação a mais de 30 kms/h, numa curva apertada. Adivinha! Era mesmo aí que eles estavam.

 

Passámos por inúmeras brigadas de controle e só não correu pior porque íamos bem avisados da situação e fizémos todos os possíveis por andar sempre dentro da legalidade.

 

Quanto a essas duas caches de Sarajevo, garanto-te sem qualquer margem de dúvida que são as melhores que poderás encontrar nessa cidade :yikes: .

 

O Evento do Geo-Cevapcici apenas participei na 1ª edição e foi soberbo!

 

Este ano com alguma pena minha não poderei estar presente, mas já fiz a minha encomenda de Cevapcici e de Kajmak :laughing: .

Link to comment

Acabei de marcar a viagem (avião + aluguer de carro) para Milão de 1 a 11 de Abril.

 

Quanto pagaste pelo carro, com a devida autorização para cruzar fronteiras?

 

Pois lembraste bem... Eu o ano passado já tinha estado a investigar os alugueres a partir de Milão e verifiquei que apesar de nas condições gerais da Europcar estar excluída a Croácia, este país já está coberto assim com óbviamente a Eslovénia que já faz parte da EEUU. Agora realmente tinha-me esquecido de verificar a possibilidade de viajar para o Montenegro e para a Bósnia... Assim nenhuma das principais companhias (Europcar, Hertz, Avis, Budget) permitem alugar o carro em Itália e ir até lá (embora algumas delas façam alugueres locais). Assim e para já vou desmarcar a Europcar (felizmente sem custos) e ver como descalçar a bota (ou neste caso arranjar um carro).

 

Prodrive em que companhia é que alugaram carro? Ou tiveram carro sem o ter de alugar?

Link to comment

Precisamente na Europcar... e nem ligámos a esses pormenores de não poder viajar para a Bósnia e companhia... Parece que tivemos sorte! :laughing:

Pois é tiveram mesmo muita sorte... Se tivesse havido um acidente ou roubo do carro tinham-se vistos 'gregos' (embora neste caso a expressão não seja muito feliz :laughing: ). Eu cá gostava de ver se conseguia resolver isso...

Link to comment

Precisamente na Europcar... e nem ligámos a esses pormenores de não poder viajar para a Bósnia e companhia... Parece que tivemos sorte! :laughing:

Pois é tiveram mesmo muita sorte... Se tivesse havido um acidente ou roubo do carro tinham-se vistos 'gregos' (embora neste caso a expressão não seja muito feliz :laughing: ). Eu cá gostava de ver se conseguia resolver isso...

Já estou a ver alguma luz ao fundo do túnel, mesmo que vá ter de pagar mais.

Assim para já conclui que o inteligente mesmo era ter voado para a Croácia em vez de para Milão.

A partir da Croácia os carros já podem viajar para os países vizinhos todos. Também a política de preços das companhias é espantosa. Assim temos:

10 dias a partir de Milão pela Europcar (o que tinha contratado) : €286,61

10 dias a partir de Milão pela Sixt (que permite viajar para os países de Leste [a confirmar]) : €438,37

10 dias a partir da Croácia pela Sixt (via Rijeka Airport mas deve ser igual nos outros sítios) : €241,70

10 dias a partir da Croácia pela Europcar : €440,99

Ou seja a política de preços está invertida entre estas duas companhias...

 

Agora é só ver se arrisco ou gasto mais €150. Se a conformação da Sixt em Milão não se confirmasse havia sempre a hipótese de ir de Europcar até Rijeka, deixar lá o carro, alugar um da Sixt por 6 dias por €170, fazer o resto da volta por Croácia, Montenegro, Bósnia, Zagreb e em vez de ir daí para Libjuana, voltar a Rijeka, trocar de carro e ir daí para a Eslovénia (são só mais cerca de 100km).

 

Ou seja não será por esta questão do carro que não mantenho o plano de viagem :laughing:

Link to comment

Precisamente na Europcar... e nem ligámos a esses pormenores de não poder viajar para a Bósnia e companhia... Parece que tivemos sorte! :laughing:

Pois é tiveram mesmo muita sorte... Se tivesse havido um acidente ou roubo do carro tinham-se vistos 'gregos' (embora neste caso a expressão não seja muito feliz :) ). Eu cá gostava de ver se conseguia resolver isso...

Já estou a ver alguma luz ao fundo do túnel, mesmo que vá ter de pagar mais.

Assim para já conclui que o inteligente mesmo era ter voado para a Croácia em vez de para Milão.

A partir da Croácia os carros já podem viajar para os países vizinhos todos. Também a política de preços das companhias é espantosa. Assim temos:

10 dias a partir de Milão pela Europcar (o que tinha contratado) : €286,61

10 dias a partir de Milão pela Sixt (que permite viajar para os países de Leste [a confirmar]) : €438,37

10 dias a partir da Croácia pela Sixt (via Rijeka Airport mas deve ser igual nos outros sítios) : €241,70

10 dias a partir da Croácia pela Europcar : €440,99

Ou seja a política de preços está invertida entre estas duas companhias...

 

Agora é só ver se arrisco ou gasto mais €150. Se a conformação da Sixt em Milão não se confirmasse havia sempre a hipótese de ir de Europcar até Rijeka, deixar lá o carro, alugar um da Sixt por 6 dias por €170, fazer o resto da volta por Croácia, Montenegro, Bósnia, Zagreb e em vez de ir daí para Libjuana, voltar a Rijeka, trocar de carro e ir daí para a Eslovénia (são só mais cerca de 100km).

 

Ou seja não será por esta questão do carro que não mantenho o plano de viagem :laughing:

 

Porque não alugas na Croácia e vais de comboio até lá? Pode ser uma hipótese a pensar.

 

Btw, já disse que estou cheio de inveja dessa viagem? :D

Link to comment

Isto está realmente complicado com interpretações históricas no mínimo interessantes...

 

A Europcar remete para "paises sobre consulta" e já me esclarecerem que só cobre a Croácia e a Eslovénia. Para mim ficou claro, é o mesmo da Avis, Hert, Budget, etc. OK a Eslovénia já faz parte da EEUU e a Croácia está pronta para entrar. Os outros países ainda são muito esquisitos. Alugam localmente, mas não permitem a deslocação de veículos do 'Ocidente'.

 

Agora a Sixt é surreal

Nas condições gerais têm

"Cross Border Rentals to Czech Republic, Croatia, Hungary, Romania, Slovenia and ex-Yugoslavia are only allowed with car groups ECMR, EDMR, CDMR, CWMR and IVMR."

Para mim parecia-me claro como a água. Ok só podem ir carrinhos pequenos e há ali uma redundância entre Croácia e Slovenia e ex-Yugoslávia, que ou se reportava a

 

Reino da Jugoslávia acabado em 1941 e que comportava o Reino dos Sérvios, Croatas e Eslovenos (muito pouco provável :laughing:)

 

ou á

 

República Socialista Federativa da Jugoslávia que acabou em 1992 que me parece ser a que faz lógica referir como ex-Jugoslávia e que tinha as républicas da Sérvia, Montenegro, Eslovénia, Croácia, Macedónia e Bósnia e Herzegovina

 

ou á ultima versão

 

República Federal da Jugoslávia composta pela Sérvia e Montenegro e que acabou em 2003 em que o nome Jugoslávia foi abolido.

 

Isto para já não complicar com a independência do Kosovo de 2008 e com a autonomia da Vojvodina...

 

Assim não vejo como raio conseguem ter uma interpretação de ex-Yuguslávia como a que me foi esclarecida por mail

"Ex-Yugoslavia is Serbia, Slovenia, Macedonia and Croatia." :)

 

Se estou um pouco receoso de ir á aventura pela Europcar e esperar para que não aconteça nada, não me parece que a Sixt consiga defender esta interpretação de ex-Yuguslávia em nenhum lado.

 

Existe sempre a opção mais chata de alugar um carro na Croácia em que aí sim os países já são expressamente referidos (embora não possa alugar carros alemães :D )

 

"Cross Border Rentals are allowed to the following countries:

Andorra, Austria, Belgium, Bosnia & Herzegowina, Czech Republic, Denamrk, Finland, France, Germany, Great-Britain, Hungary, Ireland, Italy, Liechtenstein, Luxembourg, Malta, Monaco, Netherlands, Norway, Portugal, San Marino, Serbia, Montenegro, Slovakia, Slovenia, Spain, Sweden, Switzerland, Vatican City.

 

BMW, Mercedes-Benz, VW and Audi vehicles may not be taken into:

Bosnia & Herzegowina, Hungary and Serbia & Montenegro."

 

E aqui sim a expressão Serbia & Montenegro já me parece estar referida á última versão da Jugoslávia...

 

Não está fácil...

 

P.S O Torgut que está mais perto dos Balcãs e que também não pode alugar carros grandes na Itália para levar para a Républica Checa, talvez consiga percebe qual a lógica da SIXT :laughing:

Link to comment

Xiiii, o que para aqui vai :laughing:

 

Não fazia a mínima ideia que alugar carros para entrar nesses países tinha tantas implicações. Como disse o João Hulkman, não fazíamos a mínima ideia dessas limitações e seguiu para bingo. Pelos vistos foi uma ingenuidade que correu bem.

 

As únicas taxas que pagámos foi um dístico (com o nome de Vigneta) na Eslovénia para poder circular nas auto-estradas, que comprámos logo na fronteira e que creio custou 35€ e uma taxa Ecológica de 50€ que nos cobraram logo ao entrarmos em Montenegro. Esse "imposto" que se paga, confere ao Montenegro o título de 1º Eco-país do Mundo :)

Link to comment

P.S O Torgut que está mais perto dos Balcãs e que também não pode alugar carros grandes na Itália para levar para a Républica Checa, talvez consiga percebe qual a lógica da SIXT :(

 

Essa cena da Sixt, ainda não percebi se hei-de rir ou chorar. É totalmente hilariante mas por outro lado é triste ver tanta incompetência junta. O mesmo se aplica à Itália, o pais da bandidagem, estar com comichão com a Rep. Checa, certamente um dos países mais seguros da Europa.

 

Quanto à aventura à maluca, não sei como é que há pessoas que arriscam a esse nível. São umas férias que podem sair mesmo muito caras.

Edited by Torgut
Link to comment

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.
Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
Followers 1
×
×
  • Create New...