Jump to content

Perguntas ao revisor


SUp3rFM

Recommended Posts

Boas

Gostaria de saber se é possivel saber se existem caches que foram submetidas para revisão ou que ainda estão a ser preparadas numa determinada zona?

Por exemplo: eu quero colocar uma cache num determinado local, se souber que existem caches que ainda não foram publicadas por perto, posso deslocar a minha para outro local, evitando o transtorno de estar sempre a submeter a cache.

Cumprimentos

 

Por favor, siga o que está explicado em http://helpspot.Groundspeak.com/index.php?pg=kb.page&id=199 , em particular, na última secção dessa página.

 

É para nós impossível de fazer verificaçações deste género, excepto como está aí documentado.

Link to post

é possivel colocar uma cache no interior de um edificio Publico mais concretamente na recepção(com a devida autorização obviamente)?

 

a resposta certa é "depende".

contacta-me através do perfil de revisor (btreviewer) e conta mais detalhes sobre a forma como queres fazer isso, OK?

Link to post

Uma dúvida simples que me assolou ao criar uma cache "Mistério"...

 

Se o ponto final da cache fica a menos de 160m do ponto final de outra mistério e a pessoa que a coloca não sabe disso, aparece algum aviso quando se submetem as coordenadas finais ou o Reviewer depois avisa o Owner? :) Hehehe...

 

Abraço

Nuno

 

A situação é visível para o revisor. O owner será avisado do facto.

Link to post

Caro revisor,

Eu estava a pensar esconder uma cache num jardim público em Almada que apesar de ser público tem um muro à volta e penso que fecha à noite.

Suponho que neste caso tenho de pedir autorização à Camara mas a minha dúvida é a que serviço da Camara é que me devo dirigir?

 

Obrigado

Link to post

Regras e recomendações para Trackable Hotels

 

São frequentes as perguntas relativamente aos TB hotels e às "normas" que devem seguir. Em relação a essa assunto, deixo uma réplica do post do Sup3rFM no geopt.org (http://geopt.org/index.php?option=com_content&view=article&id=436:esclarecimento-sobre-os-tb-hoteis&catid=903:ponto-zero&Itemid=409) que deverá servir de referência para todos:

Com o estranho aparecimento de mais TB Hotéis (até porque o fenómeno tem tendência a morrer, tal como aconteceu noutros países com um geocaching mais amadurecido), convém explicar uma ou mais situações sobre este assunto. É algo que acaba por gerar alguma polémica, apenas por desconhecimento. É fácil encontrar discussões sobre este tipo de caches, particularmente nos Fóruns da Groundspeak, onde os TB Hotéis são chamados de Prisões de TBs. Experimentem pesquisar por "Travel Bug Prison" e verão os argumentos.

 

Tenham em consideração as seguintes afirmações sobre este tipo de caches e seus habituais habitantes.

 

 

Os Trackables, sejam Geocoins ou Travel Bugs, tem por missão, dada pelos seus proprietários, movimentar-se. Seja com um destino pré-definido, seja com o objectivo de visitar qualquer cache que apareça pelo caminho;

NENHUM proprietário de uma cache, seja ela qual for, deve ditar regras sobre a movimentação dos Trackables. Até porque não lhes pertence, nem tem o direito de os "aprisionar" em determinada cache só porque assim quis, só porque exige que fiquem certo número de Trackables na cache;

Os Trackables NÃO são items de troca normais. Ninguém está obrigado a fazer a troca de um TB por outro TB ou ainda de colocar algo na cache, como um brinquedo, e retirar um TB;

Os Trackables devem ser movidos SEMPRE por geocachers que os possam ajudar nas suas missões, sejam elas simples ou movimentadas. Logo, se visitarem um TB Hotel ou outro tipo de cache que contenha cinco Trackables e que os possam ajudar a todos PODEM perfeitamente tirar os cinco e não colocar nenhum ou ainda um brinquedo, um pin ou outra coisa qualquer. O objectivo é movimentá-los;

A ética com os Trackables é simples: Movimentem-nos, sempre com o objectivo deles em mente, no prazo de 14 dias após os apanharem. Seja um, dois ou 23. Ajudem-nos. Estão a ajudar os seus proprietários;

Não utilizem os Trackables como chamariz para as vossas caches, particularmente como "presente" para os primeiros. Se não efectuaram um bom trabalho de casa sobre o local da cache, há forte probabilidade de cache desaparecer no primeiro instante e assim se vai mais um Trackable;

 

Os TB Hotéis surgiram há muitos anos atrás, colocados junto de interfaces de transporte. Tipicamente, eram encontrados às portas das cidades, nos arredores de aeroportos, junto de cruzamentos de auto-estradas, etc. Por estarem mais longe, eram escondidos contentores maiores, até porque a localização era também mais segura. Como o geocaching nessas cidades estava "refém" de contentores micro, seria difícil alguém deixar um Trackable normal numa dessas caches. Daí esperar pela oportunidade para deixar o TB ou Geocoin nesse Hotel. No entanto, com o evoluir do Geocaching, começaram a aparecer nessas mesmas cidades contentores grandes o suficiente para deixar esses mesmos Trackables. Por outro lado, com o apertar da segurança, deixou de ser possível encostar caches, com contentores de dimensões assinaláveis, junto dessas estruturas. Daí que o fenómeno tenha caído em desuso. Neste momento, assistimos a um comportamento desviante deste tipo de caches. Um TB Hotel que se espera de acesso fácil, rápido, seguro, junto de um interface de transportes parece ser coisa rara. Agora é "comum" ver um TB Hotel publicado sob a forma de uma puzzle cache rocambolesca, colocada em terrenos 4,5 (se o objectivo é providenciar uma cache com trocas rápidas...), escondidos em zonas remotas, etc. A tudo isto, juntam-se os caprichos dos proprietários desses TB Hotéis, ao querer um número mínimo, a exigir uma troca igual, etc.

 

Os Trackables são nossos. Imaginem um TB vosso aprisionado num TB Hotel que exige a troca de um por um, escondido sobre a forma de Puzzle Cache, terreno 4,5, dificuldade 4, juntamente com mais seis. Imaginem que os próximos visitantes fazem sempre as trocas com os outros cinco e o vosso continua por lá. Ficariam satisfeitos?

 

Sejam razoáveis. Percebo a confusão no conceito, mas pensem nos nossos e vossos Travel Bugs e Geocoins.

 

As notas acima referidas são meros conselhos e por vezes encontram-se restrições nos TB Hotels que roçam o ALR (Additional Logging Requirement) e que não são permitidas.

 

Assim, quem encontra a cache NÃO PODE ser obrigado a trocar TBs ou geocoins em igual proporção. Caso encontre um TB ou geocoin que possa, com a sua ajuda, seguir o seu objectivo, este poderá e deverá ser transportado.

Edited by btrodrigues
URL correction
Link to post

Olá a todos...

 

Tenho reparado que em algumas caches que já encontrei, o livro de registos são folhas em branco adequadas ao tamanho da cache mas sem qualquer referência ao dono da cache, nem contacto, nem regras do geocaching, etc... nada, simples papel branco! Não contendo nada a alertar para não destruírem o contentor nem explicando que aquilo é simplesmente um jogo para utilizadores gps, faz com que um contentor geocache seja um objecto com papel e assinaturas que encontrado acidentalmente por alguém...é lixo (assinado)!! :( :(

 

Com isto, gostaria de saber se é ou não obrigatório colocar na cache as regras de geocaching?? Bem como contacto para possíveis alertas sobre a cache!

 

Nas minhas caches já publicadas todas possuem regras do geocaching ou alerta para não destruírem o contentor por se tratar de um jogo.

 

Cumprimentos

Link to post

Boa noite

 

Como poderá ler aqui:

 

http://www.geocaching.com/about/guidelines.aspx

 

Só é obrigatório o Logbook.

Em todo o caso, é recomendável ter um documento que explique o que é o Geocaching e até uma forma de contacto para que, quem ache a cache, possa entrar em contacto connosco.

 

Cumprimentos

 

SerafimSaudade

Link to post

Boa tarde.

Encontrei ontem o "meu" primeiro Travel Bug e estive a ler todas as informações que encontrei, mas mesmo assim surgiram-me algumas dúvidas.

Já fiz o registo do TB, mas não tenho a certeza se segui a opção adequada ('grab' ou 'retrieve').

"If you took it from the cache in which it is listed, choose to retrieve it." - O TB não estava registado na página da cache. O owner fez uma referência a um "bónus" num comentário, mas não associou um TB à cache.

"If you took the Travel Bug from elsewhere, choose to grab it." - Foi o que fiz. No entanto, agora ao ver que o símbolo significa "grab it (not from a cache)", creio que não será a opção correta.

Podem ajudar-me?

Outra questão: vi na página deste travel bug registos de várias "visitas" do TB, mas tenho lido em alguns fóruns opiniões muito opostas em relação a isto. Uns que apoiam porque é uma forma de registar verdadeiramente a distância percorrida, outros que reprovam porque é uma forma de encher páginas com visitas que, na realidade, têm mais a ver com quem transporta o TB do que propriamente com o TB. O que é aconselhável? Registar a visita? Não? Contactar o owner e tentar saber o que pretende? É que o TB em questão não tem um objetivo associado. Efetivamente o TB andará comigo porque tenho sempre uma bolsinha com os "meus pequenos tesouros" para trocas e neste caso incluí o TB, mas não sei se será politicamente correto fazer o registo.

E já agora, o que significa exatamente "Este item é coleccionável."? Penso que será porque pode ser contabilizado como trackable registado. É assim?

Desculpem o "testamento" mas ainda sou muito novata em algumas coisas.

Obrigada pela atenção que possam dar ao meu pedido.

Link to post

Boa tarde

 

O Grab it, neste caso é o correcto pois o TB não estava registado na cache.

Há muitos que não tem objectivo. Não necessita entrar em contacto com o Owner. Quando você fez o Grab, ele recebeu um email com essa info. Se ele desejar, ele falará consigo.

A questão dos inventários é só para TBs que lhe pertencem.

 

Cumprimentos

Link to post

Serafim Saudade,

Obrigada pela rápida resposta. Fiquei esclarecida.

Quando falava num eventual contacto com o owner não seria por causa do objetivo mas sim em relação ao registo das visitas. Mas penso que, então, não haverá um procedimento "politicamente correto" nestas situações, uma vez que a opção existe.

Mais uma vez obrigada.

Link to post

Boa tarde,

Surgiu-me mais uma dúvida e não consigo encontrar resposta. Espero que alguém me consiga ajudar.

Estive a fazer geocaching em família com os meus irmãos (3 utilizadores diferentes, não como team registada) e encontrámos um TB numa cache (dia 21/04).

Como foi na minha zona e como eu seria a pessoa com mais facilidade em ajudar o TB na sua missão, ficou comigo.

Entretanto já fiz uma visita com o TB a uma outra cache (22/04).

A minha irmã fez o log do found da cache do TB mas vi que não registou o TB e agora questiono-me.

Como poderá ela fazer o registo?

Se optar por "grab it from current holder", registando a 21/04, eu nunca poderia ter feito registo de visita a 22/04.

Será melhor selecionar "discovered it"? Nesse caso, o TB é contabilizado nos "trackables registados"?

Faz ela o "grab it" como se eu lho passasse e depois volto a fazê-lo eu para que mo passe a mim?

Obrigada, desde já, pela ajuda que nos puderem dar.

Link to post

Boa tarde, submeti cache GC4ERRZ a 22/6/2013 e ao dia de hoje 1/7/2013 nem sinal de um reviewer.

Para quando alguma resposta sobre o tema?

 

Obrigado desde já

 

Olá,

Tem sido particularmente complicado haver tempo livre de todos para tratarmos de todas as submissões. Vamos analisá-la assim que nos for possível.

Obrigado pela paciência,

SUp3rFM

Geocaching.com Volunteer Cache Reviewer

Link to post

é possivel reactivar uma cache arquivada, ou tem de se criar uma nova listing?

penso ser possivel

A cache http://coord.info/GC177GR foi recolocada no local. Penso ser possivel pedir para reactivar.

 

Ora aqui está a resposta: Prazos para desarquivar uma cache

 

A resposta abrange quase todos os casos, sendo que qualquer situação é analisada em particular.

Link to post

Tenho uma duvida relativamente as caches enigmas

 

relativamente a este tipo de cache no site da GS refere

 

Mystery or Puzzle Caches

 

The "catch-all" of cache types, this form of geocache may involve complicated puzzles that you will first need to solve to determine the coordinates. Mystery/Puzzle Caches often become the staging ground for new and unique geocaches that do not fit in another category.

 

Todas as que tenho feito, a resolução de um enigma (seja em casa ou seja no campo) tem como resultado final uma coordenada

 

É possivel criar uma enigma cujo resultado final nao seja uma coordenada?

 

recentemente fui surpreendido com um tipo de cache dessas e que me pareceu caricato, visto que a resolução da enigma dá apenas uma hint.

Link to post

Tenho uma duvida relativamente as caches enigmas

 

relativamente a este tipo de cache no site da GS refere

 

Mystery or Puzzle Caches

 

The "catch-all" of cache types, this form of geocache may involve complicated puzzles that you will first need to solve to determine the coordinates. Mystery/Puzzle Caches often become the staging ground for new and unique geocaches that do not fit in another category.

 

Todas as que tenho feito, a resolução de um enigma (seja em casa ou seja no campo) tem como resultado final uma coordenada

 

É possivel criar uma enigma cujo resultado final nao seja uma coordenada?

 

recentemente fui surpreendido com um tipo de cache dessas e que me pareceu caricato, visto que a resolução da enigma dá apenas uma hint.

 

É possível.

A única coisa que é obrigatória é o uso de GPS em pelo menos um ponto da procura da cache.

Link to post

Tenho uma duvida relativamente as caches enigmas

 

relativamente a este tipo de cache no site da GS refere

 

Mystery or Puzzle Caches

 

The "catch-all" of cache types, this form of geocache may involve complicated puzzles that you will first need to solve to determine the coordinates. Mystery/Puzzle Caches often become the staging ground for new and unique geocaches that do not fit in another category.

 

Todas as que tenho feito, a resolução de um enigma (seja em casa ou seja no campo) tem como resultado final uma coordenada

 

É possivel criar uma enigma cujo resultado final nao seja uma coordenada?

 

recentemente fui surpreendido com um tipo de cache dessas e que me pareceu caricato, visto que a resolução da enigma dá apenas uma hint.

 

É possível.

A única coisa que é obrigatória é o uso de GPS em pelo menos um ponto da procura da cache.

Se só é necessário o GPS para o primeiro ponto e se chega aos outros apenas através de dicas não tem que ser obrigatoriamente uma letterbox?

Link to post

 

Se só é necessário o GPS para o primeiro ponto e se chega aos outros apenas através de dicas não tem que ser obrigatoriamente uma letterbox?

 

A utilização do GPS tem que ser integral em uma ou mais partes da procura da cache. Cada caso é um caso. Não há uma fórmula que se consiga aplicar para todos os conceitos de forma taxativa. Quando submeterem para revisão, o revisor poderá aconselhar sobre que formato mais se adequa.

Link to post

Viva, a minha dúvida prende-se com a questão das paredes de pedra.

Compreendo que seja um problema, as paredes de pedra em que as pedras estão empilhadas sem qualquer tipo de suporte.

No entanto queria saber se as paredes forem daquelas em que as pedras estão "agarradas" ou "encaixotadas" em rede, como se utiliza nos viadutos e muros das auto-estradas, se existe algum problema.

 

gabion_boxs_wire_cage_rock_wall.jpg

 

Recentemente participei na criação de uma multi-cache em que esse foi um problema apontado, no entanto não me parece que haja perigo para a estabilidade, até porque o local escolhido é muito preciso. Ou seja, existe no local uma "ferramenta" que irá "apontar" com precisão o local exacto, e qual a junta em que deverá ser procurada uma cache do tamanho nano que facilmente aperecerá. Neste caso particular fomos "obrigados" a modificar toda a dinâmica da busca e a colocar um elemento "estranho" no chão para suportar a cache, o que resolveu o assunto.

 

Gostaria de saber a vossa opinião para este caso, e se de futuro é não melhor nem sequer pensar neste tipo de muro. Obrigado a todos.

Link to post

Viva, a minha dúvida prende-se com a questão das paredes de pedra.

Compreendo que seja um problema, as paredes de pedra em que as pedras estão empilhadas sem qualquer tipo de suporte.

No entanto queria saber se as paredes forem daquelas em que as pedras estão "agarradas" ou "encaixotadas" em rede, como se utiliza nos viadutos e muros das auto-estradas, se existe algum problema.

 

gabion_boxs_wire_cage_rock_wall.jpg

 

Recentemente participei na criação de uma multi-cache em que esse foi um problema apontado, no entanto não me parece que haja perigo para a estabilidade, até porque o local escolhido é muito preciso. Ou seja, existe no local uma "ferramenta" que irá "apontar" com precisão o local exacto, e qual a junta em que deverá ser procurada uma cache do tamanho nano que facilmente aperecerá. Neste caso particular fomos "obrigados" a modificar toda a dinâmica da busca e a colocar um elemento "estranho" no chão para suportar a cache, o que resolveu o assunto.

 

Gostaria de saber a vossa opinião para este caso, e se de futuro é não melhor nem sequer pensar neste tipo de muro. Obrigado a todos.

 

Todas as pedras que estejam soltas e que passem pelos buracos das redes vão ser arrancadas. Algumas vão ser recolocadas outras vão ficar no chão. É isso que vai acontecer.

Temos que ter em conta que muitos utilizam GPS pouco precisos e que estarão a cerca de 5/10 metros do ponto zero e é aí que começam as buscas, para além dos factores naturais que poderão contribuir para uma menor exactidão na altura. Por outro lado, coordenadas obtidas junto a paredes/muros não são exactas, dado que muitas vezes, a recepção é feita em condições de recepção indirecta por parte do GPS.

 

Com as diferenças de precisão de alguns GPS, alguns geocachers vão-se encontrar a 3, 5, 10 metros de distância do ponto zero real e é aí que vão procurar, acabando por destruí-lo, mesmo que hoje isso lhe pareça impossível.

 

Este assunto foi discutido aqui: http://forums.Groundspeak.com/GC/index.php?s=&showtopic=233179&view=findpost&p=4103893

Link to post

Todas as pedras que estejam soltas e que passem pelos buracos das redes vão ser arrancadas. Algumas vão ser recolocadas outras vão ficar no chão. É isso que vai acontecer.

Temos que ter em conta que muitos utilizam GPS pouco precisos e que estarão a cerca de 5/10 metros do ponto zero e é aí que começam as buscas, para além dos factores naturais que poderão contribuir para uma menor exactidão na altura. Por outro lado, coordenadas obtidas junto a paredes/muros não são exactas, dado que muitas vezes, a recepção é feita em condições de recepção indirecta por parte do GPS.

 

Com as diferenças de precisão de alguns GPS, alguns geocachers vão-se encontrar a 3, 5, 10 metros de distância do ponto zero real e é aí que vão procurar, acabando por destruí-lo, mesmo que hoje isso lhe pareça impossível.

 

Este assunto foi discutido aqui: http://forums.Groundspeak.com/GC/index.php?s=&showtopic=233179&view=findpost&p=4103893

 

Sim, eu já tinha lido esse tópico neste forum, e como eu disse eu compreendo e concordo plenamente.

Também já havia sido esclarecido esse ponto do rigor dos gps no reviewer note que enviou ao meu colega.

Neste caso particular tanto uma situação como outra, criam um falso problema por duas razões:

 

- primeiro porque o que o geocacher encontra no gz é a "ferramenta" para chegar ao tal muro de pedra. A precisão da tal "ferramenta" é digamos que indiscutível (não dá hipótese de ser ao lado, ou é ali ou é ali). A "ferramenta" está fixa e tem um encaixe perfeito que torna a indicação precisa;

 

- no segundo porque nesta caso particular foi impossível tirar de lá uma pedra. A malha é demasiado pequena, ou as pedras demasiado grandes. tivemos de arranjar uma pedra noutro local para conseguirmos encaixar lá.

 

Ainda assim, é como é óbvio, regras são regras, e nós pouco sabemos disto. E, claro está, fizemos as devidas alterações solicitadas pelo reviewer. Modificamos o sistema e agora está tudo em ordem (penso eu). Se as regras existem não deve ser apenas porque é bonito, é porque realmente fazem sentido.

 

Mas lá está, não queria ter entrado neste caso particular, porque o facto de expôr aqui o caso é meramente para futuras indicações.

Concluindo, muros de pedra deste tipo também estão fora de questão.

Agradeço a rápida resposta e agradeço igualmente a dedicação que os reviewers têm para nos "aturar" (neste caso particular ao SUp3rFM por mais uma vez me tirar as dúvidas que vão surgindo)

Link to post

Boa noite,

 

Ao tentar publicar uma cache, o revisor MightyRev, informou-me que não podia ser no local, pois não estava à distancia de outra cache.TB Hotel Lusitano. Mas a cache TB Hotel Lusitano é para premiums, não tenho acesso, nem sei a sua localização concreta para deslocar a minha... Gostava de o contactar por mail, ou outro meio, pois já investi bastante tempo na cache e gostava de a ter naquele local...como posso contactar o revisor?

Obrigado e boa noite

Link to post

Na página http://www.geocaching.com/my/, na secção "Your Unpublished Disabled Caches" (As suas caches não publicadas e desactivadas) ou "Your Geocaches Waiting for Review" (As suas geocaches em processo de revisão), escolha a página da cache a que se refere.

De seguida, na secção "Navigation" (Navegação), escolha o link "Log your visit" (Registe a sua Visita).

De seguida, na secção "Type of Log:" (tipo de registo) escolha "Post Reviewer Note".

 

Escreva os comentários na caixa de texto e quando estiver pronto, carregue em "Submit Log Entry" (Submeter Registo). Passado este ponto, terá a hipótese, caso necessário, de anexar fotografias ao registo, clicando no icone em cima e à direita da mensagem enviada.

As fotografias serão automaticamente apagadas quando o processo de revisão terminar e a cache for publicada.

Link to post

No seguimento das discussões acerca das caches que estão em muros ou em construções em pedra (soltas tipo castros) onde posso reportar a situação, pois quando encontrei essa situação apresentei a situação ao dono e basicamente ele não quis saber... o que não me parece que isso seja correcto. Aceito que em tempos isso era feito assim, hoje não é e como não é deve ser actualizado...

Link to post

No seguimento das discussões acerca das caches que estão em muros ou em construções em pedra (soltas tipo castros) onde posso reportar a situação, pois quando encontrei essa situação apresentei a situação ao dono e basicamente ele não quis saber... o que não me parece que isso seja correcto. Aceito que em tempos isso era feito assim, hoje não é e como não é deve ser actualizado...

 

Poderá logar um Needs Maintenance ou um Need Archive, pedindo que a cache seja relocalizada.

Link to post

Viva!

 

Tenho uma cache enigma que, por desaparecer frequentemente, decidi mudar de container. Basicamente, vai deixar de ser uma vulgar caixa de plástico para passar a ser um container elaborado (qualquer coisa deste género). As coordenadas finais serão diferentes mas apenas 10 metros ao lado.

 

Nessas condições, devo arquivar a cache e publicar uma nova?

Link to post

Permitam-me que tire uma pequena dúvida. O processo de revisão das multicaches é diferente do processo de revisão das caches tradicionais? Pergunto isto porque enviei para aprovação uma multicache há mais de uma semana (GC4E28Y) e ainda não obtive resposta, enquanto as caches tradicionais que enviei para aprovação ontem, já estão activas.

 

Sei perfeitamente que os revisores são voluntários e têm outras prioridades e este post não é, de todo, uma critica ao trabalho desses voluntários.

 

Cumprimentos!

Link to post

Outra pergunta muito frequente:

 

"Quero colocar uma cache no local X, mas só o poderei fazer daqui a 2 meses, será que é possível reservá-lo?"

 

Esta questão sofreu alterações na resposta. A inicialmente dada por mim não estava totalmente correcta.

 

Reservar não será o termo mais correcto. O acto não é definitivo, não é eterno. O geocacher começa a trabalhar na sua cache, tem coordenadas do local do container (que se espera já estar no local), edita a descrição mas por faltarem alguns elementos ainda não a envia para revisão. A partir daí, efectivamente o sistema detecta a posição da cache e notificará o revisor se por acaso está na esfera de influência de outras.

 

Exemplo prático.

 

Em Janeiro, o Geocacher A criou uma página de uma cache da forma acima referida. A cache tem o GC Code GC1111. No entanto, deixa o trabalho a meio. Passam-se 6 meses e nada.

 

Em Julho, O Geocacher B criou uma página, tem tudo no local e enviou a cache para revisão. A cache tem o GC Code GC2222. As coordenadas das caches distam entre si 30 metros.

 

O que fazer?

 

Envio uma mensagem ao Geocacher A perguntando se o projecto é mesmo para andar. Peço para me responder num prazo máximo de duas semanas. Caso não haja resposta, a cache é arquivada e a cache do Geocacher B é publicada, caso reúna todas as condições.

 

Se nessas duas semanas de espera, o Geocacher A comunica que colocará a cache muito em breve, com um período de tempo razoável, este terá prioridade sobre o projecto do Geocacher B. A cache com o GC Code mais baixo tem sempre prioridade sobre as outras.

 

Infomarei o Geocacher B desta situação.

 

Significa que não há uma reserva. O prazo para terminar o projecto de uma nova cache terá que ser razoável, pelo menos para mim ou para o staff da Groundspeak, caso a situação chega aos appeals.

 

Boas, tenho umas questões:

 

Recuando um pouco atrás:

 

Tenho um (mais até) projetos iniciados que já enviei para publicação, mas recusados, por haver projetos anteriores ao meu...

 

No caso de o Geocacher A, recuando ao exemplo atrás, indicar que vai andar com o projeto para a frente, o que se entende por "tempo razoável"? Isso traduzido em horas, dias, é possível?

 

E se nesse "tempo razoável" o geocacher A não fizer a publicação?

 

Porque fui aconselhado a mudar o meu container já no local, se nada garante que o geocacher A vai mesmo avançar com o seu projeto para o terreno dentro do "tempo razoável"?

 

Aguardo feed-back, e obrigado desde já. :)

Link to post

Boas, tenho umas questões:

 

Recuando um pouco atrás:

 

Tenho um (mais até) projetos iniciados que já enviei para publicação, mas recusados, por haver projetos anteriores ao meu...

 

No caso de o Geocacher A, recuando ao exemplo atrás, indicar que vai andar com o projeto para a frente, o que se entende por "tempo razoável"? Isso traduzido em horas, dias, é possível?

 

E se nesse "tempo razoável" o geocacher A não fizer a publicação?

 

Porque fui aconselhado a mudar o meu container já no local, se nada garante que o geocacher A vai mesmo avançar com o seu projeto para o terreno dentro do "tempo razoável"?

 

Aguardo feed-back, e obrigado desde já. :)

 

Não há uma resposta certa para todos os casos, cada situação é analisada por si só, sem aplicação de qualquer precedente.

Dei-lhe na página da sua cache uma ideia daquilo que considero razoável no seu caso em concreto.

Link to post

Boas caros amigos,

 

tenho duas caches que foram emitidas para revisão uma do dia : 18 Sep 13 (GC4NJ7P) e a outra no dia: 23 Sep 13 (GC4NX1B)

 

existe alguma complicação com as caches?, a meu ver ao menos deveria receber alguma notificação sobre o que se passa, não?

 

Obrigado pela atenção prestada.

 

iVaper - BlinkTeam

Link to post

E eu tenho uma submetida no dia 4 de Setembro (à qual já obtive resposta e já fiz as alterações solicitadas) e ainda estou a aguardar.

Tenho outra, mas ainda só passou uma semana...

 

Aguenta coração :blink::) :) :) :) :) :) :)

 

Existe efectivamente um número anormal de processos pendentes.

 

O processo de revisão de geocaches é da responsabilidade de uma equipa de voluntários no seu tempo livre. São pessoas (aparentemente) normais que não hesitam em dar prioridade à família, ao emprego e à saúde e bem estar sobre todos os outros assuntos. Tendo isto em conta, é normal que o processo de revisão de uma geocache possa demorar um pouco mais do que o esperado, especialmente em alturas como a actual, em que há uma quantidade invulgarmente elevada de caches submetidas.

 

As vossas caches, de entre as centenas de caches submetidas recentemente e/ou que tem o seu processo de revisão em curso serão concerteza revistas em breve. No entanto, de forma a garantir que o processo de revisão da sua cache seja mais rápido assim que um voluntário a possa começar a analisar, revejam por favor os seguintes pontos:

 

1. a cache está colocada no local e pronta a ser procurada

2. forneça ao revisor todas as indicações relevantes de como e onde as caches estão escondidas (anexando fotografias da cache, da localização e da envolvente, caso possível)

3. os níveis de terreno e dificuldade são adequados - utilize este método como guia: http://www.geocaching.com/hide/rate.aspx

4. os atributos da cache estão correctamente especificados

5. todos os pontos adicionais (físicos ou virtuais) estão correctamente especificados nos "Additional Waypoints"

Link to post

E eu tenho uma submetida no dia 4 de Setembro (à qual já obtive resposta e já fiz as alterações solicitadas) e ainda estou a aguardar.

Tenho outra, mas ainda só passou uma semana...

 

Aguenta coração :blink::) :) :) :) :) :) :)

 

Existe efectivamente um número anormal de processos pendentes.

 

O processo de revisão de geocaches é da responsabilidade de uma equipa de voluntários no seu tempo livre. São pessoas (aparentemente) normais que não hesitam em dar prioridade à família, ao emprego e à saúde e bem estar sobre todos os outros assuntos. Tendo isto em conta, é normal que o processo de revisão de uma geocache possa demorar um pouco mais do que o esperado, especialmente em alturas como a actual, em que há uma quantidade invulgarmente elevada de caches submetidas.

 

As vossas caches, de entre as centenas de caches submetidas recentemente e/ou que tem o seu processo de revisão em curso serão concerteza revistas em breve. No entanto, de forma a garantir que o processo de revisão da sua cache seja mais rápido assim que um voluntário a possa começar a analisar, revejam por favor os seguintes pontos:

 

1. a cache está colocada no local e pronta a ser procurada

2. forneça ao revisor todas as indicações relevantes de como e onde as caches estão escondidas (anexando fotografias da cache, da localização e da envolvente, caso possível)

3. os níveis de terreno e dificuldade são adequados - utilize este método como guia: http://www.geocaching.com/hide/rate.aspx

4. os atributos da cache estão correctamente especificados

5. todos os pontos adicionais (físicos ou virtuais) estão correctamente especificados nos "Additional Waypoints"

 

Isso é uma resposta para mim?

Não percebi o porquê da citação...

Link to post

Boas,

Já envei um mail para todos os revisores para me tirarem umas pequenas dúvidas mas disseram-me que se fosse por aqui teria uma resposta mais rápida.

O conteúdo do mail era:

Boas,

Após ter visto uma noticia sobre o aniversártio da guerra dos sexos no tenis lembrei-me que era uma boa ideia fazer uma cache onde se realizaria uma pequena guerra entre o sexo masculino e feminino.

A ideia seria uma corrida para ver quem chegaria primeiro aos 100 log se o sexo masculino ou o feminino.

Posto isto fiquei com algumas duvidas a cerca da possibilidade de isso acontecer então decidi enviar este mail para me poderem esclarecer as seguintes dúvidas:

1º O nome guerra dos sexos é possivel?

2º A cache pode ter 2 logbook? Ou seja um logbook para o sexo masculino e um para o sexo feminino?

3º Qual seria o tipo desta cache? Tradicional ou Mistério?

Eu ainda não comecei a construir o container mas a minha ideia seria uma caixa com uma divisória ao meio em que um lado teria o logbook masculino e no outro lado o logbook feminino.

Já criei uma listing provisória que posso enviar só não é como se faz.

Se fosse possivel enviar uma resposta para saber se avanço com a elaboração do container ou não.

Agradeço a disponibilidade.

Cumprimentos,

Raul Coutinho

Link to post

Boas,

Já envei um mail para todos os revisores para me tirarem umas pequenas dúvidas mas disseram-me que se fosse por aqui teria uma resposta mais rápida.

O conteúdo do mail era:

Boas,

Após ter visto uma noticia sobre o aniversártio da guerra dos sexos no tenis lembrei-me que era uma boa ideia fazer uma cache onde se realizaria uma pequena guerra entre o sexo masculino e feminino.

A ideia seria uma corrida para ver quem chegaria primeiro aos 100 log se o sexo masculino ou o feminino.

Posto isto fiquei com algumas duvidas a cerca da possibilidade de isso acontecer então decidi enviar este mail para me poderem esclarecer as seguintes dúvidas:

1º O nome guerra dos sexos é possivel?

2º A cache pode ter 2 logbook? Ou seja um logbook para o sexo masculino e um para o sexo feminino?

3º Qual seria o tipo desta cache? Tradicional ou Mistério?

Eu ainda não comecei a construir o container mas a minha ideia seria uma caixa com uma divisória ao meio em que um lado teria o logbook masculino e no outro lado o logbook feminino.

Já criei uma listing provisória que posso enviar só não é como se faz.

Se fosse possivel enviar uma resposta para saber se avanço com a elaboração do container ou não.

Agradeço a disponibilidade.

Cumprimentos,

Raul Coutinho

 

Problema resolvido...

Obrigado ao revisor SerafimSaudade por toda a atenção e disponibilidade em responder.

Cumprimentos,

Raul Coutinho

Link to post

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.
Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
×
×
  • Create New...